40% dos condutores já fizeram zigue-zague na estrada por dirigir com sono, aponta pesquisa

De 495 entrevistados, 86,6% se sentiram sonolentos enquanto trafegavam nas rodovias

Acidentes diminuem 10% e mortes recuam 21,8% nas rodovias concedidas de São Paulo
Cidades com mais de 100 mil habitantes poderão ter faixa exclusiva para motos
Associação desenvolve aplicativo para motoristas calcularem o preço do frete

sono-ao-volante

Dormir dirigindo é mais comum do que parece. É o que diz uma pesquisa realizada pela Academia Brasileira de Neurologia (ABN). De todos os 495 entrevistados, 86,6% já sentiram sono enquanto dirigiam nas rodovias, e desses, 40% assumem que fizeram zigue-zague com o carro por causa disso e outros 23,4% relataram que chegaram a sair da pista sem perceber.

O assunto é tema central de uma ação que será promovida em pedágios e em pontos de parada e descanso.

A maioria afirmou que procura dormir entre sete e oito horas por dia, porém, descansa somente por quatro a seis horas. A insônia foi o distúrbio do sono mais apontado.

Além disso, um dos transtornos do sono mais frequente é a apneia obstrutiva do sono (AOS), e na prática, condutores com esse distúrbio apresentam risco até sete vezes maior de acidentes. A pessoa relaxa a garganta durante o sono de forma a interromper a passagem de ar para os pulmões. Sendo assim, é necessário que o indivíduo acorde brevemente para respirar melhor, voltando a dormir em poucos segundos, o que pode se repetir mais de 60 vezes por hora, levando à fragmentação do sono.

COMMENTS