Setor portuário nacional movimentou quase um bilhão de toneladas em 2016

Apesar do alto número, índice apresentou queda de 1% em relação ao ano de 2015

Porto de Santos bate recorde de movimentação de cargas em 2012
Polo Industrial de Manaus (AM) adquire novo scanner para liberação de cargas
Polo Industrial de Manaus (AM) adquire guindastes de alta performance para movimentação de cargas

portos-movimentacao

Foi divulgado no dia 15/2 o Anuário Estatístico Aquaviário 2016 da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O relatório mostrou que setor portuário nacional movimentou no ano passado 998 milhões de toneladas. O número consolidado representou uma queda de 1% em relação a 2015, quando foi movimentado 1,008 bilhão de toneladas.

A movimentação de carga nos portos organizados em 2016 caiu 2,5%. No ano passado, foram movimentados 343 milhões de toneladas. Em 2016, os TUPs movimentaram 655 milhões de toneladas.

O Sudeste ficou em 2016 com 496 milhões de toneladas movimentadas. Já o Nordeste concluiu o ano passado com 270 milhões. A Região Sul movimentou 142,4 milhões. O Norte, 86 milhões; e o Centro-Oeste, 3,7 milhões de toneladas.

Santos (SP) liderou em 2016 no índice de movimentação de contêineres nos portos e nos TUPs, chegando a 32 milhões de toneladas (-5,4%). A Portonave (SC) ficou em segundo, com 9,7 milhões de toneladas, aumento de 27,2%. Em terceiro ficou Paranaguá (PR), que movimentou 8,2 milhões de toneladas, consolidando queda de 5,4%.

Dentre as mercadorias, o destaque ficou para os minérios, com 418 milhões de toneladas movimentadas, aumento de 2,7% na comparação com 2015. Também houve aumento considerável na movimentação de açúcar (9,2%), adubos (19,3%) e celulose (31,3%). Por outro lado, as operações com cereais caíram 30,6%.

Houve um decréscimo de 1,7% na movimentação da navegação de longo curso no ano passado, em comparação com 2015. Já a cabotagem subiu 0,8%. Em relação às vias interiores, a queda foi de 1,5% se comparado 2016 com 2015.

COMMENTS