Automóveis

Grupo Renault encerra 2016 com recorde de vendas globais

Relatório divulgado aponta para lucro líquido 21% maior que o apurado em 2015

14/2/2017

11h11

Victor José

Entre em contato

crescimento-renault

Apesar de 2016 ter sido um ano complicado para várias montadoras, o Grupo Renault encerrou o ano passado com lucro líquido 21% maior que o apurado em 2015, passando de € 2,82 bilhões para € 3,42 bilhões.

O faturamento subiu 13%, chegando a € 51,2 bilhões ante € 45,3 bilhões de um ano antes. O grupo corresponde às marcas Renault, Nissan e a controlada russa Avto.

Foram registradas vendas globais de 3,18 milhões de unidades em 2016, o que resultou em um recorde para o grupo, além de um acréscimo de 13,3% no comparativo anual.

“Os objetivos do plano Drive the Change, lançado em 2011, foram ultrapassados tanto em termos de crescimento como de lucro, com um ano de antecipação. Isso é o fruto do trabalho de todos os colaboradores do grupo”, declarou o presidente da Renault, Carlos Ghosn.

O faturamento da divisão automotiva avançou 13,7% no período, para € 48,9 bilhões. Para 2017, o Grupo Renault prevê um crescimento de 1,5% a 2% no mercado mundial com relação a 2016, com alta de 2% para o mercado europeu.

  • tv transporta brasil

    TVTRANSPORTABRASIL
  • Publicidade

  • Articulistas

    Brasil necessita de soluções e pensamento estratégico para alavancar setor de transporte logístico

    Edésio de Campos Horbylon Neto é diretor superintendente da 3T Systems, do Grupo José Alves. Graduado em Direito pela Faculdade Anhanguera de Ciências Humanas, possui especialização MBA em Estratégias de Gestão em Marketing pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. O executivo acumula passagem na Autotrac, Texaco do Brasil e Xerox do Brasil.

    Fraude no Controle de Emissões de Veículos Diesel cresce no País

    Artigo exclusivo do diretor da AFEEVAS, Associação dos Fabricantes de Equipamentos de Controle de Emissões de Poluentes da América do Sul, para o Portal Transporta Brasil, alerta para o problema da pirataria para driblar o uso do Arla 32

  • Publicidade

  • Publicidade

  • Bolsa de Valores – ADVFN

  • Redes Sociais

    Facebook