Produção de veículos cai mais de 11% em 2016

Anfavea prevê retomada do crescimento neste ano e fabricação de cerca de 2,4 milhões de veículos

Produção de caminhões recua 40% no 1º semestre e Anfavea acha difícil setor se recuperar
Produção de veículos no Brasil cai 19,5% em setembro
Rígidos de 17 t representam entre os semipesados

producao-veiculos

Um balanço apresentado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) no dia 5/1 mostrou em que situação se encontra indústria automobilística brasileira.

Em 2016, o licenciamento de veículos foi de 2,05 milhões de unidades, queda de 20,2% frente as 2,57 milhões de unidades vendidas em 2015.

Na ocasião, Antonio Megale, presidente da Anfavea, explicou que, de acordo com a associação, a confiança em baixa e o acesso ao crédito foram os principais motivos do resultado negativo. Para ele, isso tornou as instituições financeiras muito seletivas na hora da concessão. “A consequência disso foi que a participação de vendas financiadas no total do licenciamento nos patamares mais baixos da série histórica”.

A produção em 2016 foi de 2,16 milhões de unidades, o que significa uma queda de 11,2% se comparada às 2,43 milhões de unidades produzidas do ano anterior. Nas exportações, foram negociados 520,3 mil veículos, alta de 24,7% sobre as 417,3 mil unidades de 2015.

Caminhões e ônibus

As vendas de caminhões em 2016 registraram 50,6 mil unidades, contração de 29,4% diante das 71,7 mil unidades do ano anterior. Na produção o ano fechou com baixa de 18,2% ao se comparar as 60,6 mil unidades com as 74,1 mil de 2015. As exportações em 2016, com 21,5 mil unidades, subiram 2,3% frente as 21 mil unidades negociadas em 2015.

As vendas dos ônibus foram de 11,2 mil unidades, ou seja, decréscimo de 33,5% frente as 16,8 mil de 2015. A produção ao longo de 2016 registrou 18,7 mil chassis para ônibus, o que resultou em uma expressiva baixa de 13% diante das 21,5 mil de 2015. Foram exportados 9,8 mil chassis em 2016, culminando em um avanço de 33,2% se comparado com as 7,3 mil de 2015.

Em 2017

A associação está considerando um aumento de 4% no licenciamento de veículos em 2017 e a comercialização de 2,13 milhões de unidades. A previsão de produção é de 2,41 milhões de veículos, 11,9% acima do registrado em 2016.

Para as exportações estima-se um crescimento de 7,2%, culminando em 558 mil unidades negociadas.

Para o setor de pesados estima-se crescimento de 6,4% nas vendas. O segmento deverá encerrar o ano com 65,6 mil unidades vendidas e 34,4 mil unidades exportadas (alta de 10%). Produção pode chegar a 100 mil, resultando em um aumento de 26,1%.

COMMENTS