Volvo faz lançamento de peso no segmento off-road com o novo VM de 32t e mira novos mercados

Volvo faz lançamento de peso no segmento off-road com o novo VM de 32t e mira novos mercados

Fabricante aposta em modelo radical com PTB elevado para conquistar clientes na terraplenagem, mineração leve e construção, nichos em que ainda não tinha forte presença. Novo VM vem com câmbio automatizado, eixos reforçados com redução nos cubos e até 1000 quilos a menos de peso em relação aos concorrentes

IPVA Rio Grande do Sul 2014
Anfir quer taxas de juros em 12% para aquecer vendas em 2016
Petrobras lança 5ª edição da Caravana Siga Bem Caminhoneiro

volvo-offroad-06-161

A Volvo fez um movimento de peso no mercado de caminhões nacional ao lançar, neste mês, uma versão off-road consistente de seu semipesado VM. O novo caminhão tem 32 toneladas de PTB e os já tradicionais motor de 330 cavalos com transmissão automatizada iShift de 12 marchas que fazem sucesso no irmão rodoviário deste VM.

O novo Peso Bruto Total elevado em 5,3 toneladas em relação ao modelo anterior exigiram reforço nos eixos e em toda a estrutura. “O VM 330cv 6×4 com PBT 32 toneladas off-road compartilha alguns de seus principais componentes com a consagrada linha FMX da Volvo, voltada para o transporte pesado em condições severas”, afirma Ricardo Tomasi, engenheiro de vendas da Volvo América Latina. Ele tem, por exemplo, os eixos trativos com redução nos cubos, bem como o eixo dianteiro de viga reta, e a mesma caixa de câmbio I-Shift do FMX. “O VM com PBT de 32 toneladas traz mais força e confiabilidade na operação de transporte”, diz Tomasi.

O novo modelo de caminhão será vendido no Brasil e na América Latina e é uma aposta da Volvo para conquistar novos mercados em que antes não tinha força, como a construção e mineração leve, terraplenagem e outras aplicações rurais severas. “Desenvolvido e produzido na fábrica latino-americana de Curitiba, o VM conquistou o transportador por seu baixo consumo de combustível e grande disponibilidade em várias aplicações. Agora, estamos ampliando ainda mais nossa oferta”, ressalta Nilton Roeder, diretor de estratégia, desenvolvimento de negócios e suporte a vendas de caminhões do Grupo Volvo América Latina. “É um setor que precisa de caminhões com capacidade de carga intermediária e adequada a aplicações onde a intensidade e a severidade não exigem veículos de maior potência”, complementa Álvaro Menoncin, gerente de engenharia de vendas da Volvo América Latina.

O preço sugerido pela fabricante para esta belezura é R$ 285.000,00

COMMENTS