Mercado de pesados começa 2016 com novo tombo de produção

Peças originais Scania a um Google de distância
Ford lança serviço de manutenção para caminhões e vans
Gerdau rescinde contrato de transportadoras com frota velha

iveco linha de produção

Os licenciamentos de caminhões e ônibus do seguimento pesado tiveram novo tombo no fechamento do primeiro bimestre do ano: com pouco mais de 10,3 mil unidades emplacadas, o segmento de veículos pesados registra queda de 39,5% contra iguais meses do ano passado, de acordo com dados divulgados na terça-feira, 1º, pela Fenabrave.

+ Ford lança a linha Cargo Torqshift com seis modelos com câmbio automatizado

No comparativo mensal, as vendas do segmento pesado recuaram 15,8%, para 4,7 mil unidades em fevereiro contra as 5,6 mil de janeiro. Com relação ao resultado de fevereiro de 2015, quando foram licenciados 7,1 mil caminhões e chassis de ônibus, a retração foi de 34%.

Os caminhões registraram queda de 36,5% no acumulado, passando de 12,8 mil para 8,1 mil unidades. Em fevereiro, com pouco mais de 3,8 mil unidades, houve recuo de 12% sobre janeiro e de 26% sobre idêntico mês de 2015.

Enquanto ônibus caíram em maior proporção: no acumulado dos dois primeiros meses do ano, o mercado interno consumiu 48,8% menos chassis do que em igual período de 2015, passando de 4,19 mil para 2,14 mil. No mês passado, as vendas do segmento não ultrapassaram a marca de 892 unidades, volume 28% abaixo do de janeiro e queda expressiva de 54,6% sobre fevereiro de 2015.

Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

COMMENTS