Foton confirma fábrica no RS e continuará alugando montadora para produção de primeiras unidades nacionais

Agrale vende 320 tratores para o Zimbábue
Cummins Brasil expande fornecimento de motores para Agrale
Produção de caminhões cresce 13,8% em 2011

foton-caminhao

O BNDES aprovou o empréstimo de R$ 65 milhões jda Foton Caminhões e enfim o plano de operações brasileiras da montadora chinesa dá sinais de evolução. A companhia anunciou um novo prazo para a inauguração de sua fábrica em Guaíba (RS). Agora a expectativa é de que a unidade comece a operar no primeiro semestre de 2017. Mesmo assim, a empresa vai começar a montar seus caminhões no Brasil em parceria com a Agrale, na unidade 2 da fabricante em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha.

+ Mercedes-Benz fecha sua maior venda para a Europa: 1000 modelos Actros para uma única empresa

A parceria entre as duas empresas prevê que a fabricante brasileira se responsabilize por toda a operação, desde o recebimento de componentes até a entrega do produto final pronto para embarque, passando por montagem e controle de qualidade. Na unidade 2 já são feitas as linhas de caminhões Agrale A, S e LX, além de chassis de ônibus e os utilitários 4×4 Agrale Marruá. Dessa forma, não será necessário fazer grandes adaptações para montar a família de veículos da Foton. A Agrale já havia alugado em 1997 o mesmo espaço para a International, que em 2012 se mudou para uma planta própria em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, que está ociosa atualmente com a interrupção da produção de caminhões em outubro passado e também negociava com a Foton uma possível parceria.

+ Refinanciamento de dívidas de caminhoneiros será discutido em Brasília

Mesmo com o cenário econômico conturbado, a Foton garante que não desistiu de estabelecer a sua estrutura própria no Brasil. A empresa decidiu ainda ampliar o projeto e adicionou ao protocolo de intenções assinado com o governo do Rio Grande do Sul o plano de produzir localmente a linha de vans e de SUVs da Foton, além dos caminhões leves que já estavam previstos.

O financiamento obtido com o BNDES integra o aporte de R$ 250 milhões que sustenta o plano da empresa para o mercado brasileiro. Deste total, R$ 160 milhões irão para a construção da fábrica e o restante será destinado a uma nova área de desenvolvimento de produtos. Com 190 mil metros quadrados de área construída, a planta terá capacidade para fabricar 20 mil caminhões por ano.

+ Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

COMMENTS