Mato Grosso do Sul vai recuperar cinco rodovias que cortam o Estado

ANTT estuda construção de ferrovia em Mato Grosso do Sul
Região Norte do Paraná ganhará mais 22 quilômetros de rodovias duplicadas
Das máquinas utilizadas em infraestrutura no País, 23% estão no nordeste

br-163-ms

O governo do Mato Grosso do Sul lançou quatro licitações para restauração de 5 rodovias que cortam o Estado. De acordo com o documento da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), o objeto da licitação é “elaboração de projeto executivo de engenharia para restauração de rodovias”.

+ Melhores trechos rodoviários do país estão no Sudeste

Como a licitação será para realização da proposta, não há, segundo a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura), uma estimativa de quanto custará a execução das obras, o que ainda será levantado. O início, no entanto, está previsto para o segundo semestre de 2016. Ainda segundo a pasta estadual, tratam-se de vias que já apresentavam problemas; em algumas delas, como é o caso da MS-156, os estragos aumentaram por conta das chuvas.

Nestes casos, serão licitadas obras destinadas a MS-338, no trecho do município de Santa Rita do Parto, numa extensão de 60,20 quilômetros. Também será recuperada, conforme o aviso de licitação, a MS-156, no trecho entre Amambai e Caarapó, um dos locais mais prejudicados pela chuva de dezembro passado. A extensão da obra será de 78,50 quilômetros. As rodovias MS-395, no trecho entre Bataguassu e Brasilândia, MS-470 e MS-379 serão restauradas, de acordo com o Executivo Estadual.

+ Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

COMMENTS