Randon acumula prejuízo milionário com mercado fraco em 2015

Altos estoques das montadoras impactaram os negócios da empresa que já registra baixa superior a 3 milhões de reais no ano

Volvo tem prejuízo no 2.º trimestre
Banco Volkswagen registra crescimento de 19% em 2011
Produção total de petróleo e gás da Petrobras foi de 2,6 milhões de barris em janeiro

randon-producao

A fabricante de implementos Randon encerrou o balanço financeiro dos nove primeiros meses de 2015 com um prejuízo de 3,62 milhões de reais. Há um ano, no mesmo período, a empresa reportou lucro de 162,3 milhões de reais. Queda do desempenho da economia, altos estoques das montadoras de veículos comerciais pesados, baixa confiança de investidores, juros e inflação alta são apontados pela companhia como fatores que impactaram os negócios diretamente.

+ Governo pretende reabrir linha de crédito para compra de caminhões

O faturamento bruto total incluindo mercado interno e externo fechou com queda de 24,2% no período, para 3,14 bilhões de reais contra os 4,14 bilhões de reais registrados de janeiro a setembro de 2014. “A crise nos faz eleger prioridades e nos obriga a sermos mais eficientes, mas também nos mostra novas oportunidades”, analisa o presidente das Empresas Randon, David Abramo Randon, ao avaliar os resultados, que segundo ele, poderiam ser piores diante da complexidade da crise.

+ LOGZ vai investir 1,8 bilhão de reais em infraestrutura e logística em 2016

Problemas relacionados ao desempenho econômico e preços de commodities na América do Sul e África não permitiram manutenção dos volumes de venda para estas regiões. Já os países do Nafta responderam por 34% das vendas ao exterior. Nas operações instaladas fora do Brasil a receita bruta total melhorou, passando de US$ 83,9 milhões nos dez meses de 2014 para US$ 109,7 no mesmo acumulado deste ano. Somadas as exportações e as receitas geradas pelas unidades no exterior alcançaram US$ 231,1 milhões no período, retração de 1,8%.

A participação de mercado da Randon durante os nove meses no mercado de implementos foi de 25,5% contra fatia de 27% verificada em mesmo intervalo de 2014, com a venda de 22 500 unidades. Já a divisão de vagões ferroviários viu as vendas crescerem 40,5% no acumulado, para 1 390 unidades.

+ DAF apresenta modelos modernizados e nova linha de motores na Fenatran

Na divisão de autopeças, a Randon destaca que a manutenção do cenário de queda de produção de ônibus, veículos rebocados, caminhões leves e pesados, somada às constantes paradas programadas das montadoras reforçaram ainda mais a necessidade das suas empresas a ajustarem seus volumes. Por outro lado, a Fras-le obteve resultados animadores com lucro líquido quase 30% maior que no ano passado, uma vez que a maior parte de seu mercado está concentrado no segmento de reposição e exportação, que neste momento é ainda mais favorecido pelo câmbio.

+ Fique por dentro de tudo o que acontece no Transporte e na Logística pelo Facebook

COMMENTS