Índice de extravio de bagagens no transporte aéreo brasileiro é um dos mais baixos do mundo

Foram 3,1 ocorrências para cada mil passageiros embarcados no ano passado

Aeroporto Juscelino Kubitschek (DF) terá novo sistema de manuseio de bagagem
Digex Aircraft Maintenance fica em 1º no ranking de eficiência logística da Infraero
Singapore Airlines completa cinco anos voando com o gigante A380

passageiros-aeroporto-dentr

O índice de extravio de bagagens no transporte aéreo brasileiro, no ano passado, foi de 3,1 ocorrências para cada mil passageiros embarcados, o equivalente à metade da média mundial, de 7,3 casos para cada mil passageiros transportados. Os dados são da ABEAR 2014, estudo anual realizado pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR – AVIANCA, AZUL, GOL e TAM).

As empresas aéreas no Brasil repetem o bom desempenho obtido em 2013, quando a média de bagagens extraviadas foi de 3,0 para cada mil pessoas.

Segundo o levantamento, a aviação comercial brasileira apresentou resultado melhor do que o do mercado norte-americano (3,2 casos por mil passageiros embarcados), ficando atrás somente da Ásia (duas ocorrências para mil passageiros). Em comparação com a Europa (nove extravios para cada mil passageiros embarcados), os números brasileiros foram quase três vezes mais baixos.

“As companhias brasileiras mantiveram o desempenho superior ao da média mundial também em 2013. Nota se que o resultado obtido no ano passado não é um evento isolado, mas reflexo do aperfeiçoamento do manuseio da bagagem que vem ocorrendo nos últimos anos mesmo com a ampliação do número de passageiros transportados”, diz o consultor da ABEAR e autor do estudo, Maurício Emboaba.

COMMENTS