Acidentes envolvendo atropelamento de pedestres nas rodovias paulistas concedidas cai 23,6%

Segundo ARTESP, foram registradas 295 ocorrências de janeiro a junho, ante 386 no mesmo período de 2014

Minas Gerais foi o Estado campeão em acidentes no último trimestre de 2010
Governo fecha os olhos para doença epidêmica no trânsito
Feriado de Carnaval de 2015 registrou o menor número de mortes nas BRs dos últimos oito anos

ancheta-artesp-fiscalizacao

De acordo com um balanço da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), houve queda expressiva na quantidade de acidentes com pedestres nas rodovias paulistas concedidas.

A redução foi de 23,6% nos atropelamentos. Ao todo, foram registradas 295 ocorrências de janeiro a junho, já no mesmo período do ano passado os casos chegaram a 386.

Sobre o número de acidentes fatais, a queda de 29,7% nos seis primeiros meses de 2015 ao somar 92 mortes, enquanto que no 1º semestre de 2014 foram 131 óbitos.

Apesar de representar 1,83% do total de acidentes nas rodovias concedidas do Estado, o atropelamento de pedestres é responsável por 30,88% das mortes ocorridas.

De acordo com projeção do Programa de Redução de Acidentes, até 2020 as concessionárias devem reduzir em 50% o número de mortes em rodovias e em 20% o número de feridos, em relação aos registros de 2010.

A ARTESP monitora os acidentes ocorridos nos 6,4 mil quilômetros de rodovias sob concessão e controla as ações realizadas pelas 20 concessionárias.

COMMENTS