Setor de implementos rodoviários cai 40,3% no 1º semestre de 2015

Setor de implementos rodoviários cai 40,3% no 1º semestre de 2015

Entre janeiro e junho, foram comercializadas 45,8 mil unidades ante 76,9 mil dos primeiros seis meses de 2014

Indústria de implementos rodoviários apresenta leve avanço no 1º semestre de 2013
Venda de implementos é a maior desde 2015
Fabricantes de implementos rodoviários amargam pior quadrimestre da década

guerra-implementos-tanque

O estudo divulgado pela Anfir (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários) aponta que, no primeiro semestre, o setor sofreu forte retração, chegando a uma queda de 40,3% nos emplacamentos de novas unidades se comparado ao mesmo período de 2014.

No período analisado, foram comercializadas 45,8 mil no primeiro semestre de 2015 contra 76,9 mil dos primeiros seis meses de 2014.

No segmento pesado (carroceria sobre chassis), a queda frente ao ano passado é de 48%, com 14,6 mil emplacamentos. No setor leve (reboques e semirreboques), a redução foi de 35%, com um total de 31,2 mil itens emplacados.

O presidente da entidade, Alcides Braga, reconhece que o resultado reflete a situação de desaquecimento geral da economia, e defende que o governo adote medidas que reanimem o mercado. É a favor da implantação do Programa de Proteção ao Emprego lançado pelo governo federal recentemente, que permitirá a redução de jornada de trabalho e salários por até um ano. “Trata-se de uma medida que poderá contribuir para a preservação de empregos e qualidade na indústria”, diz.

COMMENTS