Aeroporto Internacional de Brasília (DF) operará com duas pistas simultâneas a partir de novembro

Conforme a SAC (Secretaria de Aviação Civil), capacidade de pousos e decolagens subirá de 60 para 80 por hora

Kuehne + Nagel assume operação logística de suprimentos mundial da TAM
Singapore firma parceria com Virgin Austrália
Infraero abre licitação para construção de nova torre de controle em Macaé (RJ)

aeroporto-aerea-brasilia

O Aeroporto Internacional de Brasília (DF) começará a operar com duas pistas simultâneas a partir de novembro. Com isso, a capacidade de pousos e decolagens subirá de 60 para 80 por hora, e, conforme a SAC (Secretaria de Aviação Civil), novo procedimento facilitará o controle de tráfego aéreo nos horários de pico.

As pistas têm um espaço de 1,8 quilômetro de distância entre elas, 50% mais que o mínimo exigido para esse tipo de procedimento pela OACI (Organização da Aviação Civil Internacional).

O aeroporto será o primeiro da América do Sul a realizar operações paralelas simultâneas independentes.

Poderá haver variedade maior de opções de voos para os passageiros nos horários mais concorridos. Isso também deve diminuir os casos de sequenciamento, quando há mais aeronaves para pousar e decolar do que o limite operacional, fazendo com que os aviões permaneçam sobrevoando e gastando combustível até receber alguma autorização.

Para obter capacitação, os controladores de voo farão treinamento prático até setembro, nos simuladores do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), em São José dos Campos (SP).

COMMENTS