Locadoras de automóveis do Brasil faturaram R$ 14,7 bi em 2014

Cerca 5,6 mil unidades no País foram responsáveis pelo resultado; frota das empresas somou 773,2 mil carros

Renault acumula crescimento de 2,1% no volume de emplacamentos em 2014
Venda de veículos cai e Fenabrave revisa para baixo expectativa de desempenho anual
Shineray fornecerá 100 automóveis para o Governo Federal

veiculos-locadora-resultadoDe acordo com um estudo divulgado no início do mês de abril pela Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), aproximadamente 5,6 mil locadoras no País foram responsáveis por faturamento de R$ 14,7 bilhões em 2014.

A frota das empresas somou 773,2 mil carros. O número total de usuários foi de 25,9 milhões, dos quais 57% oriundos de terceirização, 25% de negócios e 18% de lazer.

Segundo a associação, 12,45% dos 3,3 milhões de automóveis leves licenciados no ano passado foram destinados ao setor de locação, o equivalente a 415 mil veículos. A principal fornecedora é a Fiat (18,99%), seguida pela Volkswagen (16,23%), GM (8,38%), Renault (7,93%), Ford (3,21%) e outras (45,26%).

Para definir o estudo, a entidade consolidou dados provenientes de diversas fontes, como montadoras, sindicatos de locadoras, secretarias de Fazenda, CNT (Confederação Nacional do Transporte), Juntas Comerciais, Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) e Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Para 2015, a associação prevê desafios em função, principalmente, das altas taxas de juros, da diminuição das obras de infraestrutura e, na avaliação do presidente Paulo Nemer, dos tímidos resultados dos programas de aceleração do crescimento.

“Os impactos da alta carga tributária somados ao custo do capital que onera a produção de veículos, assim como o alto valor da mão de obra, são alguns dos desafios que o setor de locação e os nossos parceiros terão de enfrentar”, prevê o dirigente.

COMMENTS