Aliança inclui porto de Vila do Conde (PA) nos serviços e expande cabotagem na Região Norte

Participação maior será dos segmentos de alimentação, bebidas, higiene e limpeza, materiais de construção e siderúrgicos

Aliança fornecerá serviço exclusivo de cabotagem para transporte de cargas de projeto
Aliança amplia frota de navios e projeta crescimento de 20% para este ano
Aliança lança serviço para ampliar operações no Mercosul

navio-alianca

A empresa Aliança Navegação e Logística passa a utilizar o porto de Vila do Conde (PA), como parte do planejamento estratégico para a expansão da cabotagem na Região Norte. Entre as principais cargas transportadas no local, a participação maior será dos segmentos de alimentação, bebidas, higiene e limpeza, materiais de construção e siderúrgicos.

“A inserção do modal cabotagem nestas cadeias logísticas só é possível com um serviço semanal e em dias fixos, que também permite a expansão do comércio exterior, com transbordo nos portos de Suape e Santos, conectando o Pará a todos os continentes”, afirma o gerente geral de cabotagem da Aliança, Gustavo Costa.

O porto de Vila do Conde está incluído no serviço denominado Anel 1, que conta com quatro navios com capacidade para 3.800 contêineres cada e dois navios de 4.800 contêineres, considerados os maiores em operação na cabotagem brasileira. Essa é a rota da Aliança que oferece a maior capilaridade de atendimento, desde Rio Grande até Manaus.

“Assim, poderemos atender o mercado paraense, além de conectar com os serviços do Mercosul e também para as Américas, Europa, Ásia e Oriente Médio na exportação e importação”, explica.

“Temos o interesse de desenvolver parcerias estratégicas com empresas locais atuantes nos setores de transporte rodoviário e fluvial para participarem do crescimento da cabotagem no Pará. A meta é atingir uma movimentação anual de 20 a 25 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) já em 2016”, conclui.

COMMENTS