Aliança batiza porta-contêineres “Bartolomeu Dias” no porto de Rio Grande (RS)

Unidade é a maior que a Aliança já colocou em operação no serviço de cabotagem brasileira

Aliança adquire dois novos porta-contêineres para cabotagem
Aliança lança serviço para ampliar operações no Mercosul
Aliança investe R$ 27 milhões para construção de retroporto em Santa Catarina

navio-alianca-novoA frota de cabotagem da Aliança passa a contar com o porta-contêineres “Bartolomeu Dias”, batizado no Tecon Rio Grande, no porto de Rio Grande (RS) no dia 14/4. Com capacidade para 4.800 contêineres (incluindo 600 tomadas para contêineres refrigerados), o novo navio é o maior que a Aliança já colocou em operação no serviço de cabotagem brasileira.

O nome Bartolomeu Dias é uma homenagem ao navegador português que descobriu o Brasil, em 1500, quando era capitão da frota de Pedro Álvares Cabral.

Como parte do processo de modernização e expansão da frota de cabotagem, quatro novos navios de 3.800 contêineres foram entregues entre 2013 e 2014, tendo também os nomes dos principais descobridores da América do Sul. Todos já estão em operação na cabotagem, contribuindo em termos de capacidade ofertada ao mercado e também sustentabilidade. No meio do ano, a Aliança vai batizar o navio Vicente Pinzón, idêntico ao Bartolomeu Dias.

COMMENTS