Demanda de passageiros no transporte aéreo doméstico cresce 9,1% em janeiro

Demanda de passageiros no transporte aéreo doméstico cresce 9,1% em janeiro

Oferta em assentos-quilômetros oferecidos subiu 4,0% no mesmo período analisado

Infraero publica edital de licitação para obras na pista principal do Aeroporto de Belém (PA)
CNJ desmonta mais três aviões-sucata da Varig no RJ
Primeiro aeroporto privado do Brasil será construído no extremo sul da cidade de São Paulo

aeroporto-curitiba-dentro

No mercado aéreo doméstico, a demanda, em passageiros-quilômetros pagos transportados, registrou acréscimo de 9,1% em janeiro de 2015, comparada com o mesmo mês de 2014. Já a oferta em assentos-quilômetros oferecidos subiu 4,0% no mesmo período analisado.

A demanda doméstica já completa 16 meses consecutivos de crescimento, e alcançou o seu maior nível para um determinado mês nos últimos dez anos. Já a oferta doméstica apresentou alta pelo quinto mês consecutivo e também foi recorde para um mês nos últimos dez anos.

Entre as principais empresas aéreas brasileiras, Avianca e Gol destacaram-se com as maiores taxas de crescimento da demanda doméstica quando comparadas com o mesmo mês de 2014, da ordem de 20,6% e 12,0%, respectivamente. A Azul apresentou crescimento de 6,5% e a Tam de 5,2%.

A Gol e Tam lideraram o mercado doméstico em janeiro de 2015 com participação de 38,2% e de 36,8%, respectivamente. A Tam registrou queda de 3,6% em sua participação de mercado, enquanto a Gol apresentou aumento de 2,6% neste indicador.

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras foi o maior já registrado para um mês nos últimos dez anos: 84,5%. O indicador registrou melhora de 4,9% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico em janeiro de 2015 atingiu 9,3 milhões, tendo sido o maior já registrado para um mês nos últimos 10 anos, com alta de 7,3% em relação a janeiro de 2014. O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico vem registrando variação favorável há 16 meses, no comparativo com o mesmo mês de 2014.

Com informações da Anac

COMMENTS