Balança comercial do setor de pneus termina 2014 com déficit de US$ 144,9 milhões

Exportações das companhias que produzem no Brasil somaram US$ 824,8 milhões no período

Venda de pneus fabricados no Brasil cai 3,4% no 1º bimestre
Produção de pneus no Brasil permanece praticamente estável em 2014
Produção de pneus no Brasil mantém estabilidade, mas vendas caem 18,5%

pneus-bridgestone-laguna

A Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos) publicou, na quarta-feira (4/3), dados referentes ao exercício de 2014, e constatou que a balança comercial do setor de pneus encerrou 2014 com déficit de US$ 144,9 milhões.

As exportações das companhias que produzem em território brasileiro somaram US$ 824,8 milhões, chegando a 12,4 milhões de unidades enviadas a outros mercados.

Já o balanço aponta que as importações consolidaram US$ 969,7 milhões, valor total acumulado pelas fabricantes instaladas no Brasil e pelas importadoras sem fábrica no País.

O total importado pelo setor no Brasil ficou em 27,2 milhões de unidades, sendo que sete milhões foram operadas pelas empresas com fábrica no País (25,8% do total) e 20,2 milhões por importadoras independentes, sem fábrica local, o que corresponde a 74,2%.

“A balança comercial brasileira de pneus era superavitária até 2010, quando começou a crescer a compra no exterior por importadores independentes e aquele foi o primeiro com déficit, que também ocorreu nos anos seguintes”, destaca Alberto Mayer, presidente da Anip.

As compras de pneus em outros países são concentradas na Ásia, sendo que em 2014, 52,3% dos pneus importados ou 14,24 milhões de unidades foram provenientes da China.

COMMENTS