DNIT e ANTT planejam abrir processos seletivos

Serão oferecidas 1.831 vagas; órgãos aguardam receber o aval do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para lançar seus respectivos editais

O que muda com a nova estrutura organizacional da ANTT?
Prazo para adequação às novas regras do RNTRC é adiado em 45 dias
Comitê estudará soluções para acelerar o escoamento da safra de grãos

dnit

O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) deverão abrir processos seletivos ainda este ano. Os órgãos já enviaram pedidos de concurso que, juntos, somam 1.831 vagas e esperam receber o aval do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para lançar seus respectivos editais.

Ambas as solicitações foram encaminhadas em junho de 2014 para Ministério, e agora estão em trâmite no Departamento de Modelos Organizacionais e Força de Trabalho nos Setores de Infraestrutura e de Articulação Governamental. A expectativa é de que o Planejamento libere o aval para os dois órgãos logo após a aprovação do orçamento deste ano, que deverá até março.

O DNIT solicitou ao Ministério do Planejamento a abertura de concurso com 1.131 oportunidades a serem preenchidas em seu quadro de pessoal. Até o momento não foram divulgadas as carreiras requeridas, mas deverão ser as mesmas que constaram na seleção de 2012. Na época, havia vagas para técnico administrativo, técnico de suporte em infraestrutura de transportes, analista administrativo e analista em infraestrutura de transportes. A autarquia também não estipulou a lotação das vagas, que poderão ser distribuídas entre a sede, localizada em Brasília (DF), e as unidades regionais presentes em todos os Estados.

Já a ANTT pretende divulgar edital com 670 vagas de níveis médio, médio/técnico e superior. Os vencimentos iniciais partem de R$ 5.418,25 e chegam a R$ 11.403,90, sem incluir os benefícios.

Os cargos de técnico administrativo e técnico em regulação são destinados aos profissionais com ensino médio e/ou médio/técnico. Já as colocações de analista e especialista em regulação aceitam formação superior em diversas áreas de atuação. Sobre os Estados de lotação, eles só serão estabelecidos após a obtenção do aval.

COMMENTS