Indústria de implementos rodoviários recua 10,22% em 2014

Indústria de implementos rodoviários recua 10,22% em 2014

Setor comercializou 159.618 unidades, ante 177.795 produtos em 2013; segmento Pesado recuou 19,37% e setor Leve caiu 4,27%

ANFIR projeta recuperação do mercado de implementos para 2020
Setor de implementos rodoviários prevê retração em 2014
Indústria de implementos rodoviários comercializa 161.286 unidades de janeiro a novembro

anfir-dentro-resultado

A indústria de implementos rodoviários amargou um período de forte queda em 2014. A redução de 10,22% nas vendas, em comparação com 2013, foi calculada pela ANFIR (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários), que nesta semana divulgou o balanço anual.

Ao longo do ano passado o setor comercializou 159.618 unidades, ante 177.795 produtos em 2013.

O segmento Pesado (Reboques e semirreboques) recuou 19,37%, entregando 56.529 unidades contra 70.105 produtos em 2013. Já no setor Leve (Carroceria sobre chassis), a queda foi de 4,27%, o que significa que foram vendidos ao mercado 103.089 produtos ante 107.690 unidades no ano anterior.

A avaliação da ANFIR é que como 2014 não foi um ano bom para a maioria dos negócios esse desempenho influenciará o comportamento dos empresários em 2015.

“Os planos de aquisições e renovações serão revistos e é natural que haja um comportamento mais conservador para a compra de implementos rodoviários”, avalia Mario Rinaldi, diretor Executivo da ANFIR.

Porém, o presidente da ANFIR acredita que a adoção de medidas que reaqueçam a economia ainda no princípio do ano poderão trazer reflexos positivos após os primeiros três meses. “Uma possível recuperação das vendas da indústria de implementos rodoviários dependerá da reação dos demais setores da economia”, afirma Alcides Braga.

COMMENTS