Infraero inicia ampliação de acesso à internet wi-fi em seus aeroportos

Acesso gratuito será prestado nas salas de embarque doméstico e/ou internacional, por 30 minutos após o preenchimento de cadastro

GOL promove mais duas mulheres ao posto de comandante
Aeronave da Azul recebe pintura especial criada por cliente
Azul presenteia passageiros com produto da L´Oréal

infraero-aeroporto-salvador

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) anunciou que iniciará neste mês de dezembro o processo de instalação de um novo modelo de internet wi-fi gratuita nos aeroportos da rede.

Atualmente acessível em nove terminais, o novo formato ampliará gradualmente a oferta do serviço para os demais aeroportos administrados pela empresa.

O acesso gratuito será prestado nas salas de embarque doméstico e/ou internacional, por 30 minutos após o preenchimento de cadastro. Esse período poderá ser acrescido de 15 minutos, caso o passageiro responda a uma breve pesquisa de interesse da Infraero.

O serviço será oferecido pela Linktel, escolhida por meio de licitação. O prazo da concessão é de dez anos.

O projeto de instalação se dará em quatro fases, com duração total prevista de um ano. Na primeira, que será concluída em até 120 dias, serão contemplados os seguintes aeroportos:

• Congonhas (SP);
• Santos Dumont (RJ);
• Porto Alegre (RS);
• Salvador (BA);
• Recife (PE);
• Curitiba (PR);
• Fortaleza (CE);
• Manaus (AM);
• Cuiabá (MT);
• Pampulha (MG).

Na segunda fase, a internet estará disponível nas seguintes unidades:

• Belém (PA);
• Florianópolis (SC);
• Goiânia (GO);
• Vitória (ES);
• Aracaju (SE);
• Campo Grande (MS);
• Foz do Iguaçu (PR);
• João Pessoa (PB);
• Maceió (AL);
• São Luís (MA);
• Boa Vista (RR);
• Palmas (TO);
• Porto Velho (RO);
• Rio Branco (AC);
• Teresina (PI).

Na terceira fase, que será concluída em até 280 dias após o início do contrato, estão contemplados os seguintes aeroportos:

• Londrina (PR);
• Macaé (RJ);
• Campo de Marte (SP);
• Navegantes (SC);
• Bagé (RS);
• Bacacheri (PR);
• Carajás (PA);
• Forquilhinha (SC);
• Campos (RJ);
• Altamira (PA);
• Ilhéus (BA);
• Imperatriz (MA);
• Jacarepaguá (RJ);
• Juazeiro do Norte (CE);
• Joinville (SC).

Na quarta e última fase, com conclusão prevista em até um ano após o início do contrato, serão contemplados as unidades:

• Campina Grande (PB);
• Marabá (PA);
• Montes Claros (MG);
• Macapá (AP);
• Parnaíba (PI);
• Petrolina (PE);
• Carlos Prates (MG);
• São José dos Campos (SP);
• Santarém (PA);
• Tefé (AM);
• Tabatinga (AM);
• Uruguaiana (RS);
• Uberlândia (MG);
• Uberaba (MG);
• Corumbá (MS);
• Cruzeiro do Sul (AC);
• Brigadeiro Protásio/Belém (PA);
• Pelotas (RS);
• Ponta Porã (MS);
• Paulo Afonso (BA).

COMMENTS