IBGE divulga Mapa de Logística dos Transportes

IBGE divulga Mapa de Logística dos Transportes

Estudo é o primeiro a reunir a localização de todos os modais de transportes e infraestruturas para a distribuição de mercadorias

Iveco do Brasil comemora produção de caminhão pesado nº 30.000
Corpo de Bombeiros paulista compra 19 de caminhões VW Constellation
Empresa brasileira desenvolve caminhão de catering para o A380 em parceria com alemã

der-mg-caminhoes

O Mapa de Logística dos Transportes desenvolvido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) foi apresentado nesta terça-feira (25/11). Este estudo é o primeiro a reunir a localização de todos os modais de transportes e infraestruturas para a distribuição de mercadorias.

Segundo o comunicado, a intenção é contribuir para a análise e construção de uma nova geografia do País, “a partir do entendimento da logística dos transportes de cargas e de pessoas enquanto dimensões estruturantes da rede urbana brasileira e das conexões intrarregionais que articulam o território nacional”.

Abrangendo 61% do transporte de carga, as rodovias têm uma forte predominância sobre os outros modais no País, sendo a maioria concentrada na região Centro-sul, enfatizando o Estado de São Paulo e acusando outras regiões de “vazio logístico”.

O documento aponta que o crescimento econômico e o aumento do mercado interno estão gerando uma demanda crescente por melhorias nos sistemas de transportes para diminuir os custos logísticos e tornar a produção nacional mais competitiva no exterior e mais acessíveis ao mercado interno.

O mapa desenvolvido aponta as principais infraestruturas e mostra também alguns fluxos de mercadorias, como os da aviação de carga. Um dos destaques do IBGE é para a infraestrutura do Estado de São Paulo, considerada bem distribuída no território. “Esse Estado é o único a apresentar uma infraestrutura de transportes na qual as cidades do interior estão conectadas à capital por uma vasta rede, incluindo rodovias duplicadas, ferrovias e a hidrovia do Tietê”, avalia o estudo.

Armazéns de grãos e portos secos são alguns dos destaques do trabalho. Das 62 estações aduaneiras de interior de todo o Brasil, 28 ficam em cidades da região metropolitana paulista ou no seu entorno. As regiões Nordeste e Norte têm apenas duas estações aduaneiras de interior cada: em Recife e Salvador; e Belém e Manaus. A região Sul tem 11 cidades com portos secos, enquanto o Centro-Oeste possui três.

O mapa pode ser conferido neste link.

COMMENTS