SPMar é multada em R$ 60 milhões por não concluir obras do Trecho Leste do Rodoanel

Entrega de todo o empreendimento estava prevista para março; ainda restam 5,8 quilômetros

Trecho Norte do Rodoanel Mário Covas recebe licenças para obras em toda extensão do traçado
Interligação do Trecho Sul do Rodoanel com saída de Mauá (SP) ficará interditada por 90 dias
Média de 90 mil veículos por dia trafegaram pelo Trecho Sul do Rodoanel no 1º semestre de 2014

rodoanel-trecho-leste

A concessionária SPMar já foi multada em cerca de R$ 60 milhões pelo governo do Estado de São Paulo por atrasos na conclusão das obras do Trecho Leste do Rodoanel.

A primeira etapa do empreendimento foi inaugurada no dia 3/7, e compreende a ligação com a alça Sul, em Mauá (SP), e a Rodovia Ayrton Senna. Já os outros 5,8 quilômetros de pista que vai até o entroncamento com a Rodovia Presidente Dutra não têm data prevista para inauguração.

No dia da entrega da primeira parte do empreendimento, a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) multou a SPMar em aproximadamente R$ 54 milhões, pois o prazo contratual para finalização da obra inteira era março. Depois, a concessionária foi multada em mais R$ 5 milhões por não ter concluído o restante da via em setembro, conforme havia sido informado.

As longo do processo de construção, foram registradas outras notificações da ARTESP à empresa, que resultaram em R$ 251 mil em multas.Técnicos da agência inspecionam o andamento dos trabalhos a cada dois dias.

A concessionária já pediu à ARTESP prorrogação do prazo para conclusão da obra. A solicitação de remanejamento, segundo a SPMar, é motivada por elementos técnicos que vão além de sua responsabilidade contratual.

“Durante  a construção do Trecho Leste do Rodoanel foram encontradas interferências que não estavam previstas no edital, como aumento do volume de terraplanagem, diferença na profundidade dos solos em áreas alagadas e de várzea, além da interferência com dutos”, informou a concessionária em nota.

A ARTESP cobra da companhia um novo cronograma. É possível que o trecho do anel viário não fique totalmente concluído antes de dezembro.

COMMENTS