Testamos o Mercedes-Benz Atego 2430: o semipesado com câmbio automatizado

Testamos o Mercedes-Benz Atego 2430: o semipesado com câmbio automatizado

Caminhão com pacote de itens especiais dentro do conceito ECONFORT entrega o que promete e obteve excelente desempenho no teste. Modelo quer abocanhar share de mercado com atributos especiais, como o câmbio automatizado, configuração de torque mais forte e pacote de conforto, com nova suspensão e interior renovado

Mercedes-Benz vende mais de 2.000 veículos para o governo brasileiro
Os astros de fevereiro
Operadora logística britânica renova frota com sete caminhões Mercedes-Benz

teste-mb-atego-2430-01

A Mercedes-Benz convidou o Portal Transporta Brasil para testar o seu caminhão em maior evidência no momento: o Atego 2430, semipesado com configuração 6×2, câmbio automatizado Mercedes Poweshift com 12 marchas e pacote completo de itens de conforto, segurança e produtividade.

O modelo é a aposta da fabricante no mercado de semipesados, com destaque para algumas novidades, além do câmbio automatizado. Podemos citar, por exemplo, o fato de o modelo ser 400 quilos mais leve do que outros caminhões da mesma categoria. Além disso, o Atego traz interior com acabamento novo e itens de produtividade para o motorista, como a função Eco-Roll, uma espécie de “banguela” controlada eletronicamente, função Power, para obter mais força em subidas e retomadas, e botão de manobra, para realizar deslocamentos em pátio com maior segurança.

O caminhão é equipado com o motor Mercedes-Benz OM 926 LA BlueTec, com 286 cavalos de potência e torque máximo de 1.250 Nm a 1.200 rotações, um dos diferenciais do modelo, que trabalha com a tecnologia SCR e utiliza o ARLA 32.

teste-mb-atego-2430-02

O teste, realizado no trecho sul do Rodoanel, nos arredores de São Paulo, foi comandado pelo motorista João Moita, um dos mais experientes demostradores de caminhão do mercado. O trajeto escolhido foi o trecho sul do Rodoanel, saindo de São Bernardo do Campo, até a Rodovia Régis Bittencourt, em Embu, totalizando 143,7 quilômetros.

O Atego, lastreado com carga de mais de 22 toneladas, tem excelente comportamento nas trocas de marchas. O câmbio automatizado Powershift entrega o que promete com trocas suaves e silenciosas. As retomadas são precisas e fortes e o caminhão tem excelente desempenho nos trechos íngremes, graças à sua curva de torque com maior amplitude.

Além disso, o pacote ECONFORT, que promete economia, conforto para o motorista e desempenho para o caminhão, realmente agrega itens que ajudam a melhorar o ambiente da cabine e o dia a dia do operador. O interior tem novo acabamento e nova cama na versão leito. O revestimento acústico realmente transforma a cabine em um local agradável para passar as horas necessárias. O ar condicionado, as luzes internas e as cortinas, além da suspensão da cabine, completam o pacote de conforto. As 2 horas e 20 minutos que passamos a bordo do Atego 2430 durante o trajeto comprovaram o conforto do caminhão.

Os quase 144 quilômetros do trajeto do teste foram vencidos pelo veículo com uma média de velocidade de 60,6 km/h e o consumo final foi de 35,4 litros, uma impressionante média de 4,1 km/litro.

teste-mb-atego-2430-03

Projetado e idealizado para conquistar terreno no segmento dos semipesados e recolocar a Mercedes-Benz em posição de liderança na categoria, o Atego 2430 realmente apresenta performance, pacote de conforto e economia de combustível extremamente atrativos para o frotista ou o caminhoneiro autônomo. Os equipamentos de bordo, as configurações possíveis no assento do motorista, a grande potência do motor e sua curva de torque são diferenciais que colocam o modelo na briga pelas primeiras posições de sua categoria. E neste placar de goleada de pontos positivos, detectamos um pontinho negativo: a tecla de acionamento do Top Break, o freio motor do caminhão, fica posicionada atrás do volante, em um local de acesso ruim para o operador, fazendo com que o motorista tenha uma certa dificuldade para acessá-la.

Apesar disso, o veredicto não poderia ser mais positivo: o Mercedes-Benz Atego 2430 entrega o que promete e pode surpreender seu público-alvo. O preço? A fábrica sugere preço médio de R$ 240 mil na versão com câmbio Powershift automatizado e R$ 235 mil na versão com câmbio manual.

COMMENTS