Victoria Air ingressa no mercado de transporte aéreo de carga

Victoria Air ingressa no mercado de transporte aéreo de carga

No âmbito aéreo, nova companhia passa a ser a primeira e única consolidadora neutra no Brasil, oferecendo soluções em frete exclusivamente para agentes de carga e despachantes aduaneiros

Infraero Investirá US$ 300 milhões em logística de cargas
Boeing e Embraer firmam parceria para testar tecnologias no programa ecoDemonstrator
ABSA e TAM Cargo iniciam operação conjunta de cargas no Brasil

aereo-cargas-aviao

Está ingressando no mercado de transporte aéreo a Victoria Air, que tem como objetivo ser o primeiro e único consolidador aéreo neutro no Brasil, com isso, a empresa somente oferecerá suas soluções em frete aéreo para os agentes de carga e despachantes aduaneiros.

“Com esse knowhow, nasce uma empresa qualificada, com tarifas competitivas e profissionais capacitados para manusear a carga desde a origem até o aeroporto de destino”, explica Josef Zech, ex-diretor geral da Panalpina no Brasil e no Mercosul, que ao lado de Nelson Cajado, sócio fundador da Allink, criou a nova companhia.

“Entendemos que o mercado de importação em geral está em crescimento e, com essa possibilidade de frete aéreo, as empresas terão mais uma opção para reduzir custos, otimizar processos e alavancar seus negócios”, completa.

A nova empresa inicia suas operações com serviços dos principais aeroportos da Europa, Ásia, Américas, África e Oceania para os mais importantes aeroportos brasileiros.

Os serviços oferecidos pela Victoria Air são: importação, exportação, agente receptor no Brasil, serviços de despacho, charters/part charters, transport insurance e marítimo/aéreo.

A Victoria Air conta com escritório comercial instalado em São Paulo e uma rede mundial de parceiros estratégicos espalhados por diversas cidades do mundo para aumentar ainda mais sua atuação.

“Contamos com parceiros de renome, como a mundialmente reconhecida Air Cargo Group, Associação de Agentes de Carga Neutros, que será nosso principal parceiro em frete aéreo”, salienta Zech.

COMMENTS