Metro-Shacman passa a ser associada à ANFAVEA

Montadora chinesa está construindo unidade fabril em Tatuí (SP), e pretende iniciar produção com mil caminhões pesados

Produção de caminhões continua com o freio puxado e recua 32,8% até maio
Queda nas exportações e retração no crédito preocupam indústria automobilística
Resultados de abril apontam franca queda no setor de veículos

shacman-caminhao-tt385-4x2

A fabricante de caminhões Metro-Shacman passa a ser a primeira marca chinesa de caminhões a se associar à ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

“A associação da Metro-Shacman à ANFAVEA é mais uma etapa concluída do cronograma estratégico de produzir caminhões SHACMAN no Brasil. O empreendimento envolve um investimento de R$ 400 milhões para o desenvolvimento e a produção da linha de caminhões pesados, composta das famílias TT (Tractor-Truck) 440 6×4, 385 4×2 e 385 6×4 de cavalos-mecânicos e LT (Lorry Truck) 385 6×4 de chassi-cabine”, afirma o Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Metro-Shacman, Marcos Gonzalez.

A capacidade a ser instalada na planta de Tatuí (SP) irá considerar a atual linha de caminhões pesados e futuras linhas de produtos. A produção inicial será de mil unidades de pesados no primeiro ano, com um plano de aceleração até atingir 3.500 unidades anuais em cinco anos.

COMMENTS