Embraer prevê entrega de 530 jatos de 70 a 130 assentos na África e Oriente Médio até 2034

Embraer prevê entrega de 530 jatos de 70 a 130 assentos na África e Oriente Médio até 2034

Volume representaria US$ 25 bilhões em negócios e 8% da demanda mundial para o segmento no período

Acesso à internet gratuita atinge 1,85 mil nos aeroportos de CE, BA e PE
Novo sistema de controle aéreo entra em operação em Brasília (DF)
ANAC renova concessão da TAM por mais dez anos

embraer190

A fabricante de aeronaves Embraer, por meio de sua divisão de aviação comercial, projeta que as companhias aéreas da África e do Oriente Médio vão precisar de 530 novos jatos no segmento de 70 a 130 assentos nos próximos 20 anos.

Tal volume representaria US$ 25 bilhões, a preços de lista, o que seria 8% da demanda mundial para o segmento no período.

Das novas entregas esperadas nessas regiões, estima-se que 65% serão para apoiar o crescimento do mercado, enquanto 35% deverão ser implementadas para substituir aeronaves antigas que serão aposentadas.

O levantamento da empresa também aponta que o transporte aéreo na África e no Oriente Médio vai crescer rapidamente, a uma taxa anual de 5,3% e 7,1%, respectivamente, nos próximos 20 anos – acima da média mundial de 4,8%.

Hoje, 60% das decolagens dos voos com jatos maiores de corredor único entre os destinos africanos e do Oriente Médio têm, em média, até 110 passageiros a bordo, resultando em baixas taxas de ocupação. As regiões são compostas principalmente por mercados de baixa e média densidade. Cerca de 88% de todos os mercados têm densidades de demanda de até 300 passageiros por dia em cada sentido e aproximadamente 50% deles não são servidos diretamente.

COMMENTS