CNT inaugura escritório na China

Principal objetivo é atrair investimentos em infraestrutura de transporte para o Brasil; inicialmente, o foco principal serão ferrovias, portos e aeroportos

Daimler e Foton criam empresa para fabricar caminhões médios e pesados na China
Foton inicia obras de sua fábrica em terras brasileiras
Boeing amplia previsão de demanda chinesa por aeronaves nos próximos 20 anos

pequim-paisagem

Com a intenção de estreitar relações entre Brasil e China, no âmbito do desenvolvimento econômico, a CNT (Confederação Nacional do Transporte) anunciou que neste mês de abril começará a funcionar em Pequim, capital chinesa, o primeiro Escritório Avançado da entidade.

O objetivo é atrair investimentos em infraestrutura de transporte para o Brasil. Inicialmente, o foco principal serão ferrovias, portos e aeroportos.

Para Clésio Andrade, presidente da CNT, o papel da entidade é despertar o interesse dos investidores chineses, buscando novas tecnologias e oferecendo suporte em negócios e parcerias.

“A Confederação está expandindo suas ações e será uma ponte entre os empresários dos dois países para criar oportunidades que estimulem a economia brasileira, com a melhoria da infraestrutura de transporte”.

Uma das primeiras ações previstas é a realização de um workshop no Brasil. Investidores chineses e empresários brasileiros serão convidados para o evento, que deve ocorrer na sede da CNT, em Brasília (DF). Posteriormente, outro workshop deve ser realizado na China.

“Esse intercâmbio será importante para que os chineses conheçam as inúmeras possibilidades do Brasil. E os empresários brasileiros poderão conhecer melhor como a China desenvolveu seus sistemas de transporte, tanto de cargas como de passageiros”, diz Clésio Andrade. “A China é o país que mais investiu em infraestrutura de transporte nos últimos anos. Os portos e aeroportos estão entre os melhores do mundo. É impressionante a capacidade para o desenvolvimento de projetos sobre trilhos”, completa.

COMMENTS