Aeronave ultraleve movida a luz solar dará volta ao mundo

Solar Impulse - 2 sairá do Golfo Pérsico e irá para a Índia e o Oceânico Pacífico

Rolls-Royce moderniza motores de aviões da Força Aérea Americana
Rolls-Royce desenvolve Centro de Pesquisas sobre Altas Temperaturas
Beechcraft fecha 2º trimestre com aumento de 75% nas vendas

aviao-energia-solar

O avião ultraleve movido a luz solar, o Solar Impulse – 2, será o primeiro a dar uma volta ao mundo sem utilizar combustível. Segundo os criadores do projeto, os suíços Bertrand Piccard e André Borschberg, a intenção do projeto é conscientizar a sociedade sobre a necessidade de economizar os recursos energéticos do planeta.

O primeiro protótipo ficou conhecido por ter atravessado o Atlântico e os Estados Unidos de costa a costa somente com energia solar. Porém, ainda não era capaz de conquistar o globo porque pesquisas comprovaram que suas asas não tinham tamanho (63,4 metros) e nem células receptoras de energia (12 mil) suficientes para esta jornada.

Já a nova versão recebe a energia solar por cerca de 17.200 células e sua extensão é de 72 metros, a mesma ou até maior do que as dos aviões de passageiros. Com estas mudanças, o novo ultraleve passou a ter 2,3 toneladas.

O Solar Impulse – 2 sairá do Golfo Pérsico e irá para a Índia e o Oceânico Pacífico.

A bordo, produtos e soluções da Bayer MaterialScience, divisão de Materiais Inovadores do Grupo Bayer, garantem que o avião seja mais leve e tenha mais eficiência energética, além de proporcionarem o isolamento térmico da cabine do piloto.

COMMENTS