BR-381/MG já conta com sete lotes licitados para duplicação e restauração

Trecho de 303 quilômetros entre Belo Horizonte e Governador Valadares foi dividido em 11 lotes para contratação das empresas responsáveis pelas obras

Dnit proíbe carretas de descer a BR-356 a partir de janeiro
BR-364 será repavimentada entre Rio Branco e Sena Madureira, no Acre
DNIT inicia obras de recuperação em trecho da BR-040

br-381-mg

Sete lotes da BR-381, em Minas Gerais, já estão licitados para duplicação e restauração. O trecho, que ao todo abrange 303 quilômetros (de Belo Horizonte até Governador Valadares), foi dividido em 11 lotes para contratação das empresas responsáveis pelas obras. De acordo com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), outros três editais estão abertos e a previsão é que o último seja publicado ainda este mês.

O contrato também prevê a construção de cinco túneis, 34 pontes e 66 viadutos, 31 passarelas, 150 paradas de ônibus e implantação de 133 mil metros de defensas. Os consórcios contratados dos sete lotes já licitados estão finalizando os projetos executivos.

As licitações ainda estão em andamento nos lotes 4 (que vai de Ribeirão Prainha até o acesso Sul de Nova Era), 5 (do acesso Sul de Nova Era até João Monlevade) e 8A (do entroncamento com a MG-435 em Caeté até o entroncamento com a MG-020). O edital que deve ser lançado neste mês é para as obras no lote 8B (do entroncamento com a MG-435 até o entroncamento com a MG-020, Avenida Cristiano Machado, em Belo Horizonte).

O DNIT pretende elaborar e licitar ainda este ano mais um anteprojeto de engenharia para a região de Governador Valadares, com a duplicação de 90 quilômetros, voltado especialmente para áreas rurais.

A BR-381 tem 1.181 quilômetros de extensão e liga Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal alguns trechos localizados entre o km 340 e o km 930 estão entre os cem mais perigosos do País.

COMMENTS