São Bernardo do Campo (SP) terá fábrica de aviões de guerra

São Bernardo do Campo (SP) terá fábrica de aviões de guerra

Unidade fabril da sueca Saab produzirá 36 aeronaves; investimentos na planta giram em torno dos US$ 150 milhões

Obras do trecho leste do Rodoanel têm início em SP
Obras no Sistema Anchieta-Imigrantes só ficam prontas a partir de maio
ABC Paulista desiste da restrição aos caminhões

saab-sbc-avioes

A delegação de executivos da fabricante de aeronaves Saab esteve em São Bernardo do Campo (SP) nesta quinta-feira (30/1) para anunciar a construção de uma unidade fabril no município do ABC Paulista.

Com isso, está prevista a produção das estruturas para o Gripen, novo caça da Força Aérea Brasileira. Inicialmente, a companhia investirá em torno de US$ 150 milhões (cerca de R$ 363 milhões).

O acordo foi firmado com o Governo em dezembro. Na ocasião, a presidente Dilma Rousseff anunciou que a Saab fornecerá 36 aeronaves. Contrato está estimado em cerca de US$ 4,5 bilhões.

“Estamos extremamente orgulhosos por ceder os caças para a Força Aérea Brasileira. Vamos ter uma instalação de longo prazo em São Bernardo”, comentou Dan Jangblad, vice-presidente executivo da Saab.

Segundo ele, a fábrica será a primeira unidade fabril de aeroestrutura nível 1 da América Latina, sendo que 80% da estrutura do Gripen será produzida no Brasil. A planta deve começar a ser construída ainda neste ano, e a expectativa é que empregue mil pessoas.

A Saab é parceira da Prefeitura de São Bernardo do Campo na manutenção do CISB (Centro de Inovação Sueco-Brasileiro). Desde 2011, a empresa ajuda a manter a instituição, que tem como finalidade auxiliar na criação de projetos específicos em determinadas áreas e facilitar na obtenção de recursos junto a bancos e financiadoras no Brasil e no exterior. O Centro atua nas áreas de aeronáutica, defesa e inovação urbana.

Vale ressaltar que a Saab, que está no mercado desde 1937, está fundida há mais de 45 anos com a montadora de caminhões Scania, que também conta com uma fábrica em São Bernardo do Campo (SP).

COMMENTS