QLL Logística investe em nova ferramenta de gestão de armazéns

Companhia passa a acelerar operações com integração de informações, na qual toda a cadeia trabalha com um único banco de dados

Prazo para certificação de armazéns segue até dezembro
Standard Logística anuncia investimentos de R$ 35 mi em três unidades
ARXO anuncia três novas unidades no Brasil e Paraguai

automacao-sistema-logisticaA QLL Logística substituiu o controle de estoque feito por seu ERP (Enterprise Resource Planning) e por planilhas de Excel em prol de uma tecnologia focada no trato do negócio. Entre cinco soluções analisadas, a escolha se deu pelo WMS da Store Automação, que já está operando em fase de teste e pode ser implementado ainda neste mês.

“Com este conceito, a implantação de um WMS para um operador logístico é imprescindível. A necessidade de visibilidade da operação, bem como a disponibilização da informação em tempo real para o cliente são apenas dois exemplos entre muitos quando falamos das necessidades de ter uma ferramenta deste porte”, diz diretor da QLL Logística, Sidney Sato. “Agora temos visibilidade de todos os processos e etapas da operação, agilidade nas informações – tanto para o cliente tanto para a operação, na tomada de decisão mais rápida e oportunidade de integrar o operador logístico com os sistemas integrados dos clientes. Tudo isso com o intuito de agregar valor para o cliente final e se diferenciar do mercado de operadores logísticos”, comemora o executivo.

Inicialmente, todos os controles eram realizados em planilhas de Excel, o que possibilitava erros humanos. Com isso, existiam diversas travas de verificação no processo, diminuindo a velocidade e agilidade da operação. Já a situação atual é de integração de informações, na qual toda a cadeia trabalha com um único banco de dados, o que agiliza a informação para o ponto final.

“A QLL está amparada e se diferenciando no mercado de logística. Seu potencial competitivo acarretará em um crescimento sustentável de qualidade”, finaliza o presidente da Store Automação, Wagner Tadeu Rodrigues.

COMMENTS