Governo discute data que entra em vigor obrigatoriedade de airbag e ABS

Governo discute data que entra em vigor obrigatoriedade de airbag e ABS

Ministro da Fazenda, Guido Mantega, quer adiamento, e deverá propor redução de tributo de equipamentos se for voto vencido

Volvo vende 28 ônibus articulados para companhia de Guatemala
Guerra conquista homologação para novo sistema de freios ABS
Continental investe R$ 30 milhões para produção de freios ABS em Várzea Paulista (SP)

patio-veiculos-zero

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, tenta convencer a presidente Dilma Rousseff a adiar o prazo de entrada em vigor da medida que obriga as montadoras a equipar todos carros novos com airbag frontal duplo e freios ABS. A tendência é que Dilma mantenha a regra atual, que passa a velar logo no início de 2014.

Ela exige que pelo menos 60% da frota nova seja equipada com os itens de segurança. Em vez de passar para 100% em 2014, defende que suba para 80%.

Mantega trabalha com um plano alternativo de redução de impostos sobre os equipamentos de segurança com o intuito de evitar demissões no setor e aumento no preço dos carros. O ministro também teme que as novas regras possam impactar negativamente a inflação.

Ao contrário de Mantega, o Ministério das Cidades dá mais importância à questão da segurança no trânsito. Sustenta ainda que as montadoras tiveram tempo para se adaptar, já que a norma foi decidida em 2009 pelo Contran (Conselho Nacional do Trânsito), órgão vinculado à pasta.

Decisão final poderá ser anunciada ainda nesta semana.

Com informações do jornal Folha de S. Paulo

COMMENTS