Cabotagem no Brasil crescerá mais de 20% em 2013

Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem afirma que movimentação de bens de consumo será o principal motivador do resultado anual

Antaq aposta em estudo para fomentar transporte hidroviário
Pacote de investimentos no setor portuário inclui estradas e ferrovias
Antaq deverá publicar edital com 143 vagas até meados de julho

cabotagem

Segundo dados da Abac (Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem), o transporte de cargas em contêineres entre dois portos do País (cabotagem) crescerá acima de 20% em 2013. A movimentação de bens de consumo como eletrônicos, alimentos e produtos de higiene será o principal motivador da alta.

Será o segundo ano consecutivo de crescimento. De acordo com a Antaq (Agência Naciona de Transportes Aquaviários), em 2012, o volume de toneladas transportadas em contêineres avançou 24,97%.

Apesar do desempenho, o setor enfrenta dois gargalos que impedem um resultado mais robusto. O primeiro deles é a assimetria no custo do combustível em relação ao diesel que abastece os caminhões. O outro ponto é a burocracia. “Embora o transporte seja uma carga doméstica, de porto a porto, o setor é tratado como se fosse de comércio exterior, com inspeções da Anvisa e da Polícia Federal”, comenta Cleber Lucas, presidente da Abac.

Com informações do jornal Folha de São Paulo

COMMENTS