Primeira turma da Escola Formare Iveco conclui curso

Jovens entre 16 e 18 anos tiveram cerca de 800 horas de aulas de operação de montagem de veículos comerciais, na fábrica da montadora, em Sete Lagoas (MG)

Grupo ESALQ-LOG promove curso de gestão da logística agroindustrial
Fundação Vanzolini abre inscrições para curso de Capacitação Gestão de Operações Logísticas
Mercedes-Benz do Brasil abre inscrições para o Programa de Estágios 2015

iveco-alunos-fabrica

A formatura da primeira turma com 20 jovens da Escola Formare Iveco, programa que trabalha a inserção social, ocorreu no dia 19/9, no auditório do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) de Sete Lagoas (MG).

O projeto foi desenvolvido pela Fundação Iochpe, entidade que forma parcerias com empresas para oferecer cursos de educação profissional reconhecidos pelo MEC (Ministério da Educação). Os beneficiados são jovens com idade entre 16 e 18 anos com renda familiar de até um salário mínimo e que estejam cursando o Ensino Médio.

A iniciativa busca mudar a realidade apontada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, divulgada no início de 2013 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): o estudo aponta que 2 milhões de adolescentes entre 15 e 17 anos de todo o País não frequentam a escola.

“Ao investir na formação desses jovens da comunidade setelagoana, reforçamos a cultura da Fiat Industrial em apostar no desenvolvimento sustentável das regiões onde estão suas atividades industriais”, comentou o diretor de Recursos Humanos da Fiat Industrial para a América Latina, Fabrizio Milone.

O curso oferecido pela Iveco é o de Operador de Montagem de Veículos Comerciais. As aulas são ministradas na fábrica da montadora, em Sete Lagoas (MG), por educadores voluntários. Ao todo, 95 empregados aderiram ao programa e, durante 10 meses, ministraram aulas profissionalizantes práticas e teóricas. A proposta é desenvolver, também, habilidades como Comunicação, Trabalho em Equipe, Solução de Problemas, Processo Produtivo e Cidadania.

“Oferecemos aos jovens conhecimento e vivência profissionais que os auxiliarão a serem bons profissionais e cidadãos. Os valores que eles aprendem durante o curso são carregados para o resto das suas vidas”, comenta a coordenadora do projeto na Iveco, Maria Aline Rodrigues.

Foram aproximadamente 800 horas de estudo com aulas de segunda-feira à sexta-feira, sendo um total de 13 disciplinas que vão desde Higiene, Saúde e Segurança a Operações de Montagem Mecânica e Acabamento.

COMMENTS