Motores Rolls-Royce impulsionam voo de teste do Boeing 787-9 Dreamliner

Primeira viagem experimental ocorreu na terça-feira (17/9), quando a aeronave decolou de Seattle (EUA) às 11:02h e retornou às 16:48h, horário local

ANAC multa aeroporto de Brasília em R$ 10 milhões e adverte terminal em Guarulhos (SP)
Infraero abre licitação para construção de nova torre de controle em Macaé (RJ)
Frota de aeronaves de companhias do Brasil é uma das mais jovens do mundo

Boeing-787-9-Dreamliner

A Rolls-Royce, empresa de sistemas de energia, impulsionou o primeiro voo de teste do Boeing 787-9, segundo membro da família Boeing 787 Dreamliner. O experimento ocorreu na terça-feira (17/9), quando a aeronave decolou de Seattle (EUA) às 11:02h e retornou às 16:48h, horário local.

O primeiro voo de teste do novo modelo é a extensão de uma série de novidades para o Trent 1000, que impulsionou o primeiro voo de teste do 787-8 em dezembro de 2009, entrando em serviço em outubro de 2011.

Segundo o presidente da Rolls-Royce na América do Sul, Francisco Itzaina, o voo foi impulsionado por uma versão superior de propulsão do motor Trent 1000, que oferece vantagens adicionais para operadores do Dreamliner.

“Parabenizamos a Boeing nesse recente marco na história do 787 Dreamliner e estamos ansiosos para dar suporte ao rigoroso programa de voo de teste antes da entrada em serviço do 787-9”, comenta.

Uma nova atualização para o equipamento, o Trent 1000-TEM, está em desenvolvimento e entrará em serviço em 2016. O motor contribuirá para maior economia entre companhias aéreas que operam o recém-lançado Boeing 787-10. A Rolls-Royce afirma que o equipamento consumirá aproximadamente 25% menos combustível do que qualquer outra aeronave do seu tamanho.

COMMENTS