Demanda por voo doméstico cai 0,42% em agosto, diz Anac

Decréscimo é registrado após cinco anos consecutivos de crescimento da demanda doméstica no oitavo mês

Pane no sistema de check-in da TAM prejudica voos em todo o país
Cathay Pacific Cargo faz pedido de três Boeing 747-8 cargueiros
CNJ desmonta seis aviões em Brasília (DF)

aeroporto-de-guarulhos

Segundo balanço da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em agosto, a demanda do transporte aéreo doméstico de passageiros (passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) e a oferta (assentos-quilômetros oferecidos – ASK) caíram 0,42% e 2,27%, respectivamente, em comparação ao mesmo mês do ano passado. Queda é registrada após cinco anos consecutivos de crescimento da demanda doméstica no oitavo mês do ano.

Com este resultado, os índices de demanda e de oferta acumularam baixa nos oito primeiros meses do ano, apresentando -0,08% e -4,6%, respectivamente (comparando com o mesmo período de 2013).

Entre as principais empresas aéreas brasileiras, a Avianca e a Azul Linhas Aéreas destacaram-se com as maiores taxas de crescimento de demanda doméstica em agosto de 2013, quando comparadas ao mesmo mês de 2012, com participação de 51,17% e 39,24%, respectivamente.

O Grupo Tam e a GOL lideraram o mercado doméstico em agosto de 2013, com participação (em RPK) de 39,98% e de 33,87%, respectivamente. O Grupo Tam registrou redução em sua participação de mercado em 1,38% no comparativo de agosto de 2013 e agosto de 2012, passando de 40,54% para 39,98%. Já a Gol, diminuiu em 0,84% a sua participação no mesmo período, passando de 34,16% para 33,87%.

A participação das demais empresas no mercado doméstico, por sua vez, passou de 25,30% (agosto/2012) para 26,15% (agosto/2013).

A taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos de passageiros (RPK/ASK) foi recorde para o mês de agosto desde o início da série Dados Comparativos, em 2000, tendo atingido 74,20%. Quando comparada com a taxa de agosto do ano anterior, houve melhora de 1,89%.

No período de janeiro a agosto de 2013, o aproveitamento doméstico foi de 74,96%, frente a 71,58% do mesmo período de 2012, o que representou melhora de 4,73%.

Entre as maiores empresas aéreas brasileiras, as maiores taxas de aproveitamento doméstico em agosto de 2013 foram alcançadas por Avianca e Grupo Tam, com 82,13% e 78,60%, respectivamente.

COMMENTS