Antaq edita norma de exploração de terminais portuários

Resolução pontua regras sobre a autorização para a construção, exploração e ampliação de terminal de uso privado, estação de transbordo de carga, instalação portuária pública de pequeno porte ou de turismo

Porto do Recife (PE) receberá recursos da União para obras de ampliação, reforço e dragagem
Após operação da Polícia Federal, diretor da Antaq pede demissão
Portos brasileiros movimentaram 970 milhões de toneladas em 2014

terminal tecon santos

A Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) editou uma Resolução que acata a proposta de regulamento que dispõe sobre a autorização para a construção, exploração e ampliação de terminal de uso privado, estação de transbordo de carga, instalação portuária pública de pequeno porte ou de turismo. Proposta deverá ser submetida à audiência pública antes de passar a valer.

Com a aprovação, será obrigatório possuir uma autorização, precedida de chamada ou anúncio públicos e, quando necessário, processo seletivo público para  instalações portuárias localizadas fora da área do porto organizado.

O principal objetivo desta resolução é pontuar os procedimentos para licença de atividades nesses terminais, conforme consta na Lei 12.815, de junho de 2013, que dispõe sobre a exploração direta e indireta pela União de portos e instalações portuárias e sobre as atividades desempenhadas pelos operadores portuários; e pelo Decreto 8.033, também de junho deste ano, que regulamenta a lei.

A Resolução 3.066, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (20/9) estabelece os procedimentos que devem ser adotados para a autorização das atividades nesses terminais e os modelos de requerimento que devem ser encaminhados à Antaq em caso de exploração de terminal portuário.

Com informações do jornal O Estado de São Paulo

COMMENTS