Trecho da BR-163 que corta MS terá nove praças de pedágio

Tarifas poderão totalizar R$ 67,10 após instalação dos locais de cobrança realizada pela futura empresa concessionária

Registro RNTRC: adesivo não é mais obrigatório
Governo revê conta e onera usuários com custo do pedágio
RNTRC alcança marca de um milhão de cadastrados

BR-163-pedagio

O trecho da rodovia BR-163 que corta Mato Grosso do Sul passará a ter nove praças de pedágios após a privatização. Segundo a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), as tarifas podem totalizar R$ 67,10 na rodovia, que corta o Estado de norte a sul e tem 847,2 quilômetros de extensão. A licitação para a concessão de 30 anos deve sair em 2014.

A cobrança do pedágio somente poderá ter início após a conclusão dos trabalhos iniciais na rodovia e a execução de 10% das obras de duplicação. A BR-163 deverá ser totalmente duplicada até o fim do quinto ano do prazo da concessão.

Em Mundo Novo, município do sul do Estado, motoristas pagarão a taxa mais barata do trecho, que é de R$ 5,70. Já a tarifa mais cara foi estipulada para as praças de Campo Grande e Rio Verde de Mato Grosso, na região norte, onde custará R$ 8,80.

Os outros pontos que terão cobrança são: Itaquiraí/ Naviraí (R$ 7,80), Caarapó (R$ 7,90), Rio Brilhante (R$ 8), Bandeirantes/Rochedo/Jaraguari (R$ 6,80), São Gabriel do Oeste/Camapuã (R$ 6,70) e Pedro Gomes/Sonora (R$ 6,60).

Com informações do G1

COMMENTS