Harley-Davidson encerra 2º trimestre com US$ 1,79 bi de receita

No período, fabricante de motocicletas obteve um aumento de 13,1% no lucro com as vendas

Petrobras atinge lucro líquido de R$ 35,18 bilhões em 2010
Banco Volkswagen lança financiamento especial para modelos MAN TGX
FM Logistic ultrapassa € 1 bi de faturamento

harley-davidson-resultados

A fabricante de motocicletas Harley-Davidson divulgou nesta semana o balanço global do segundo trimestre de 2013, período no qual obteve um aumento de 13,1% no lucro com as vendas. 

O lucro líquido no segundo trimestre atingiu US$ 271,7 milhões, totalizando uma receita de US$ 1,79 bilhão. Em igual período de 2012, o lucro foi de US$ 247,3 milhões, com valor consolidado de US$ 1,73 bilhão.

Já durante o primeiro semestre, o lucro líquido da Harley-Davidson foi de US$ 495,9 milhões, em uma receita consolidada de US$ 3,37 bilhões, comparados aos US$ 419,3 milhões e receita de US$ 3,16 bilhões obtidos em período semelhante em 2012. De janeiro a junho de 2013, a empresa apresentou lucro diluído por ação de US$ 2,20, valor superior ao US$ 1,81 no mesmo período do ano passado.

“A Harley-Davidson apresentou grande desempenho financeiro no segundo trimestre, refletindo os investimentos em operações que fizemos nos últimos anos, assim como a força da nossa marca mundialmente”, analisa Keith Wandell, presidente e CEO da Harley-Davidson. “Durante o segundo trimestre, completamos nosso primeiro ano de produção temporária em York (Estados Unidos) com muito sucesso. Também alcançamos a marca de mil concessionárias internacionais. Após a abertura da loja de Salvador (BA), chegamos a 104 distribuidores da Harley-Davidson fora dos Estados Unidos, desde 2009, atingindo antecipadamente nossa meta de expandir para 100/150 novos pontos de venda até o fim de 2014”, complementa o executivo.

As concessionárias Harley-Davidson de todo o mundo venderam 90.193 motocicletas durante o segundo trimestre de 2013, volume superior aos 85.714 do mesmo período do ano passado. Nos Estados Unidos, foram comercializadas 58.241 unidades zero-quilômetro, entre abril e junho, aumento de 4,4% em relação a 2012.

Nos mercados internacionais, a Rede vendeu 31.952 modelos novos no segundo trimestre, comparados aos 29.953 da mesma época em 2012. O mercado Ásia-Pacífico cresceu 12,3%; a região EMEA (Europa, Leste Europeu e África), 1%; América Latina, 39,2%; e Canadá, 3,6%.

No primeiro semestre de 2013, a Harley-Davidson registrou a venda global de 144.447 novas motocicletas. Comparadas às 145.391 negociadas no mesmo período do ano passado, a performance representa um acréscimo de vendas de 11,9% na região Ásia-Pacífico; 22,8%, na América Latina; 2,4%, no Canadá; e redução de 2,7% nos Estados Unidos e 3,6%, na EMEA (Europa, Leste Europeu e África).

A companhia mantém a expectativa de enviar entre 259.000 e 264.000 motocicletas para concessionárias e distribuidores de todo o mundo em 2013. No terceiro trimestre de 2013, a companhia espera embarcar entre 51.000 e 56.000 motocicletas, sendo que no mesmo período em 2012 registrou 52.793 vendas.

COMMENTS