Concessionária realizará estudo na SP-332 para instalar pedágio Ponto a Ponto

Segundo Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), novo método de cobrança deve começar a funcionar até o fim do ano

Maioria dos usuários de rodovias paulistas afirma não usar cinto de segurança traseiro
ARTESP publica edital de Concurso Público com 161 vagas disponíveis
Pedágio mais caro em SP a partir de julho

rota-das-Bandeiras-2

A concessionária Rota das Bandeiras realizará a partir da segunda quinzena de agosto um mapeamento sobre a origem e destino dos motoristas que passam pela Rodovia Zeferino Vaz (SP-332). O intuito do estudo é viabilizar a implantação do sistema de cobrança de pedágio Ponto a Ponto, com isso o condutor pagaria o proporcional ao trecho percorrido pelo veículo.

A expectativa é que até setembro o estudo seja concluído com a coleta de dados na região de Cosmópolis, Paulínia, Engenheiro Coelho e Arthur Nogueira (SP). Novo método de cobrança deve começar a funcionar até o fim do ano.

Ao longo da rodovia, há três praças de pedágio, sendo duas em Paulínia, com cobrança de R$ 6,20 e R$ 8,60, e uma em Engenheiro Coelho, com cobrança de R$ 4,10.

Paralelamente à realização desta pesquisa, a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) promove também um levantamento sobre as possíveis localizações dos pontos de leitura fracionada que deverão ser erguidos na rodovia. Os chamados pórticos fazem a leitura automática de etiquetas eletrônicas instaladas nos veículos, que transmitem ondas de radiofrequência. Quando o veículo passa sob o pórtico, essa passagem é registrada e é realizada a cobrança de valor proporcional ao trecho efetivamente percorrido pelo usuário. Segundo a agência, só será possível determinar os locais após o estudo.

Com informações do G1

COMMENTS