Operadora logística britânica renova frota com sete caminhões Mercedes-Benz

Spire Healthcare optou pelo modelo Atego 816 de 7,5 toneladas de PBT; veículos ficam na base do Centro de Distribuição Nacional em Droitwich, na Inglaterra

Mercedes-Benz investe em modelo híbrido para a distribuição urbana na Europa
Direção autônoma: já é uma realidade
Ategão da Mercedes-Benz vai à Fenatran com pacote de durabilidade

mercedes-spire-healthcare

A Spire Healthcare, operadora logística britânica voltada ao setor hospitalar, renovou sua frota com sete unidades com o Mercedes-Benz Atego de 7,5 toneladas de PBT (Peso Bruto Total).

“Os critérios com base nos quais a nossa decisão de aquisição foi tomada incluíam preço, serviços de manutenção e reparo, desempenho do veículo e gestão da conta”, explica Gill Kite, comprador sênior terceirizado da Spire Healthcare. “Também convidamos os nossos motoristas a testar e comentar sobre as várias demonstrações e seus feedbacks também foram levados em conta”.

Os caminhões Atego 816 ficam na base do Centro de Distribuição Nacional da Spire Healthcare em Droitwich, Worcestershire, na Inglaterra. Fornecidos pela concessionária Rygor Commercials, os veículos estão sob contrato de locação da CharterWay por meio da Mercedes-Benz Financial Services, de acordo com o qual cada um deles deverá cobrir cerca de 115.000 milhas por ano.

Os caminhões são movidos por motores de 150 hp e 4,25 litros, eficientes quanto ao combustível. Como todos os modelos Atego com transmissões manuais, eles também são equipados de série com o sistema MSS (“Motor Stop Start”, sistema de partida e parada do motor). Isso ajuda a aumentar a economia e a diminuir as emissões, por meio do desligamento do motor sempre que o veículo está em “neutro” e parado por três segundos, por exemplo, no tráfego pesado ou faróis. O motor é ligado automaticamente assim que o motorista pressiona a embreagem.

As carrocerias dos caminhões baú, são da Fred Smith & Son, de West Bromwich, equipadas pela Dhollandia com dispositivos traseiros de elevação de 1.000 kg e portas laterais autoeleváveis. Além disso, destacam-se as identificações chamativas da operadora.

“Nossa experiência anterior com a operação de veículos Mercedes-Benz foi muito positiva e é um prazer fazer negócios novamente com a marca”, conclui Gill Kite.

COMMENTS