Combustíveis & Energia

Sistema dutoviário passa a ligar Refinaria de Paulínia (SP) ao Terminal de Ribeirão Preto (SP)

Primeira transferência de carga de etanol via duto entre as unidades foi realizada nesta terça-feira (25/6)

27/6/2013

14h04

Redação

Entre em contato

br-duto-pauliniaA Petrobras anunciou que foi realizada na terça-feira (25/6) a primeira transferência de etanol hidratado nas instalações da Logum Logística, por meio de um duto que será operado pela Transpetro. A instalação tem 24 polegadas de diâmetro e liga o Terminal Terrestre de Ribeirão Preto (SP) à Refinaria de Paulínia (SP), a uma distância de 206 quilômetros.

Prevista para o mês de julho, a operação comercial definitiva desse ativo permitirá a venda do etanol hidratado em Paulínia ou a sua transferência, por meio de outros dutos, para Barueri (SP) e para o Rio de Janeiro.

O etanol hidratado é destinado à venda para o consumidor final, nos postos de combustíveis, para utilização em veículos.

Esta é a primeira etapa de um empreendimento que integra o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), estimado em R$ 7 bilhões, constituído de modais dutoviário e hidroviário. A iniciativa permitirá a coleta de etanol dos centros produtores, principalmente dos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo, e o transporte do combustível até os grandes centros consumidores do Sudeste do País, permitindo inclusive cabotagens e exportações.

  • CONTEÚDO DE REFERÊNCIA
  • Publicidade

  • Articulistas

    Brasil necessita de soluções e pensamento estratégico para alavancar setor de transporte logístico

    Edésio de Campos Horbylon Neto é diretor superintendente da 3T Systems, do Grupo José Alves. Graduado em Direito pela Faculdade Anhanguera de Ciências Humanas, possui especialização MBA em Estratégias de Gestão em Marketing pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. O executivo acumula passagem na Autotrac, Texaco do Brasil e Xerox do Brasil.

    Fraude no Controle de Emissões de Veículos Diesel cresce no País

    Artigo exclusivo do diretor da AFEEVAS, Associação dos Fabricantes de Equipamentos de Controle de Emissões de Poluentes da América do Sul, para o Portal Transporta Brasil, alerta para o problema da pirataria para driblar o uso do Arla 32

  • Publicidade

  • Publicidade

  • Bolsa de Valores – ADVFN

  • Redes Sociais

    Facebook