Parceira da Bombardier fornece primeiros VLTs sem catenária da China

Capital da província de Jiangsu, Nanquin, receberá 15 Veículos Leves sobre Trilho da companhia CSR Puzhen, e operarão em duas linhas em bairros do centro da cidade

Bombardier fechou 2011 com receita de US$ 18,3 bilhões
Divisão de trens derruba lucro da Bombardier no segundo trimestre
Bombardier inaugura fábrica de trens monotrilho em Hortolândia (SP)

vlt-chinaA CSR Puzhen, parceira da fabricante de veículos ferroviários Bombardier, venceu um pedido para entregar 15 VLTs (Veículos Leves sobre Trilhos) de piso rebaixado, sem catenária (sistema de distribuição e alimentação elétrica aérea), para a cidade de Nanquin, na China. Os VLTs para a capital da província de Jiangsu atenderão duas linhas em bairros do centro da cidade.

O novo pedido chega após um pacote de 18 VLTs de piso rebaixado, consolidado pela CSR Puzhen em janeiro de 2013 para a cidade de Suzhou. Os novos trens vão operar sem fiação aérea em 90% do percurso, recorrendo ao novo sistema Primove de alta potência da Bombardier, equipado com baterias Li-Ion. Os veículos devem entrar em operação comercial já em 2014, em Hexi, distrito no sudoeste de Nanquin. A linha Hexi terá 8 quilômetros de extensão e receberá sete veículos.

Os VLTs atenderão 13 estações e vão ligar duas paradas das linhas de metrô 1 e 2 a locais que serão usados durante os Jogos Olímpicos da Juventude. A segunda linha é a Qilin, com 8 quilômetros de extensão, que vai receber oito veículos. A linha Qilin tem um perfil complexo, com trechos íngremes e uma rota parcialmente elevada, que corre sobre rodovias.

“As cidades estão em busca de um transporte público mais inteligente e ecológico, a exemplo desses VLTs modernos, com o objetivo de sustentar o crescimento econômico e garantir a saúde e a qualidade de vida dos cidadãos”, diz André Navarri, presidente da Bombardier Transportation. “Junto com nossa parceira CSR Puzhen, entregaremos à pujante metrópole de Nanquin os primeiros VL Ts do mundo equipados com as novas baterias Primove, de dimensões reduzidas. Depois de três contratos para a tecnologia de alimentação sem fiação Primove e baterias Primove para ônibus elétricos, este é mais um grande marco rumo a uma mobilidade elétrica limpa e inteiramente sem fios para cidades de todo o planeta”, completa.

Jianwei Zhang, presidente da Bombardier China, acrescenta: “existe um grande potencial de mercado para VLTs de piso rebaixado na China. Os projetos Hexi e Qilin de Nanquin representam as primeiras linhas da China com rodas de aço a adotar a tecnologia sem catenárias para fornecimento de energia”.

COMMENTS