Tarifas de pedágios em São Paulo devem baixar até 20%, segundo governo

Estado tem negociado com as principais concessionárias que operam no Estado; reduções variam de acordo com o contrato vigente

CCR AutoBAn realiza campanha de conscientização de cuidados especiais com as crianças
CCR NovaDutra interdita alça de acesso ao município de Jacareí (SP)
Oito das dez melhores rodovias do Brasil estão em SP

pedagio-sem-parar-precos

O Governo de São Paulo vem negociando com as principais concessionárias que administram as rodovias do Estado com a intenção de definir a redução dos preços praticados nas praças de pedágio das estradas. Diminuição das tarifas dependem do contrato, por isso, devem variar entre 10% e 20%.

O acordo já foi firmado recentemente com a CRR e a Ecorodovias, as quais operam a Imigrantes, Anchieta, Anhanguera, Bandeirantes e Castello Branco. Outras negociações devem ser fechadas nos próximos dias.

Também está inclusa na negociação a revisão dos contratos, como, por exemplo, no caso da CCR. Ficou acordado que a empresa deixasse de ceder ao Estado percentual do que arrecada no pedágio. O repasse modifica de acordo com a execução de obras e outros serviços. A negociação com a Ecorodovias envolveu prorrogar contratos p or mais tempo.

Com informações da Folha de São Paulo

COMMENTS