Ativa Logística aposta no segmento calçadista

Ativa Logística aposta no segmento calçadista

Operadora movimentou 50 mil pares de sapatos no final de 2012 e tem estudado o mercado e se preparado para atender aos clientes dos polos calçadistas, com foco inicial no polo de Nova Serrana, em Minas Gerais

Ativa Logística amplia programa de reciclagem de lixo
Ativa Logística inaugura novo CD no Rio de Janeiro
Ativa logística inicia atuação no segmento de transporte aéreo com a compra da Transmodel

ativa-logistica-calcados1

A Ativa Logística está de olho no segmento de logística da indústria calçadista. Em 2012, a operadora logística realizou um trabalho de preparo e de busca de informações para consolidar sua atuação no transporte e nas operações deste segmento, investindo na criação de serviços diferenciados para seus clientes deste nicho.

Para isso, a empresa fortaleceu sua unidade operacional em Nova Serrana, em Minas Gerais, importante polo calçadista mineiro, levando em conta atributos como a importância do transporte para a cadeia, além da agilidade das entregas e cumprimento de prazos.

Segundo Viviane Declie, gerente Comercial da Ativa em Minas Gerais, o preparo da empresa para atender ao mercado calçadista concentrou-se em 2012, quando e a empresa realizou um levantamento do mercado local para conhecer a estrutura das fábricas, quantidade, tipo de calçados e também os serviços logísticos oferecidos a este trade. “De posse destas informações, começamos investindo em um ponto de apoio com duas profissionais qualificadas e da região, para, assim, oferecer aos clientes um diferencial de atendimento com uma Executiva de Contas totalmente voltada para os negócios de Nova Serrana e região, e uma assistente comercial para com o suporte interno oferecer qualidade e agilidade nas informações”, conta a gestora.

ativa-logistica-calcados2

Além disso, a operadora investiu na participação da Fenova 2013, feira que reuniu os principais fabricantes do segmento em fevereiro. Viviane conta que a Ativa tem planos importantes de crescimento para este nicho e já obteve alguns resultados relevantes no ano passado. “Com a entrada do setor calçadista em nosso faturamento, temos a expectativa de crescer em 2013 no mínimo 10% no faturamento geral da filial responsável. Conseguimos, no final de 2012, fazer uma movimentação de 50 mil pares por mês e esperamos triplicar esta movimentação mensal” diz Declie.

COMMENTS