Boeing e USP firmam parceria para pesquisas de tecnologia

Potenciais projetos nas áreas de modelamento do comportamento de multidões e análises visuais podem beneficiar o planejamento da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016

TAP recebe aporte de € 100 milhões de Portugal
Nova pista de pouso do aeroporto de Macaé (RJ) entra em operação
ARTESP abre consulta pública para concessão de cinco aeroportos

A Boeing e a Universidade de São Paulo (USP) assinaram um memorando de entendimento para investigar e desenvolver projetos de tecnologia nas áreas de modelamento do comportamento de multidões e análises visuais.

Segundo o acordo, a Boeing Pesquisa e Tecnologia no Brasil e a Escola Politécnica da USP discutirão o desenvolvimento de pesquisa colaborativa envolvendo o modelamento, simulação e visualização do comportamento de grandes multidões.

Os resultados das pesquisas nessas áreas de tecnologia podem vir a aprimorar o projeto e a construção de veículos de transporte, como aviões e navios e de estruturas complexas, como prédios e mesmo cidades.

“Desenvolver tecnologias nessas áreas é importante para a Boeing e para a indústria de aviação e estamos ansiosos para trabalhar com os talentosos funcionários, pesquisadores e alunos da USP e criar valor para o Brasil e para a Boeing”, diz Al Bryant, vice-presidente da Boeing Pesquisa e Tecnologia no Brasil. “Os avanços no modelamento do comportamento de multidões podem não apenas nos ajudar a projetar aviões melhores como também beneficiar o planejamento dos exercícios de treinamento e da infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 no Brasil.”

Para o coordenador do Centro Interdisciplinar em Tecnologias Interativas da USP, Marcelo Knörich Zuffo, trata-se de um marco. “Este acordo para o desenvolvimento de pesquisa e tecnologia entre a USP e a Boeing leva a pesquisa de ponta no Brasil a um novo patamar”, diz.

A parceria anunciada com a USP complementa as atividades desenvolvidas mundialmente pela Boeing Pesquisa e Tecnologia, incluindo as do Centro de Pesquisa e Tecnologia do Brasil, inaugurado no início deste ano em São Paulo, cujo foco é trabalhar com os principais pesquisadores e cientistas do país no desenvolvimento de tecnologias aeroespaciais.

Pesquisadores da USP, em particular do grupo de pesquisa do Prof. Marcelo Zuffo, têm um histórico de colaboração acadêmica com pesquisadores de universidades norte-americanas que já são parceiros da Boeing Research nos Estados Unidos da América.

COMMENTS