Dnit proíbe carretas de descer a BR-356 a partir de janeiro

Na Avenida Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte (MG), sensor para veículos pesados já está em funcionamento

Governo Federal firma compromisso para obras no Anel Rodoviário de Belo Horizonte (MG)
Um terço dos paulistanos e cariocas passam mais de três horas por dia no transporte público
Transportadora Panex renova frota com seis Scania 6×4

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) aplicou duas medidas para restringir o trânsito de cargas pesadas entre a BR-356 e a Avenida Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte (MG), que deixarão a presença de carretas e caminhões mais pesados com os dias contados na região.

A partir de 22 de janeiro, veículos com mais de cinco eixos, como carretas bitrem, não poderão mais trafegar depois do BH Shopping, sentido Savassi, de acordo com portaria do Dnit.

A BHTrans, órgão municipal de trânsito, começou a operar um sensor de peso com radar, para multar e interceptar veículos pesados que insistem em descer a Avenida Nossa Senhora do Carmo, palco de UM acidente em junho deste ano, no qual uma carreta que transportava uma bobina de aço tombou, matando três pessoas.

Conforme a portaria do Dnit, a orientação para veículos de carga com mais de cinco eixos é para que desçam o Anel Rodoviário. A partir da semana que vem, o órgão promete reforço na sinalização desde a altura do Jardim Canadá. Segundo o subcomandante do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária, major Aguinaldo Lima, a fiscalização não será alterada. “O local estará devidamente sinalizado, permitindo que o motorista desvie com antecedência”, disse.

Para 2013, em parceria com a prefeitura de Nova Lima, o prefeito Marcio Lacerda pretende instalar uma plataforma de logística de carga, no Jardim Canadá, para ordenar o fluxo de veículos pesados, inclusive distribuindo a carga para caminhões menores, quando for o caso. Haverá exceções para cargas indivisíveis, sob pedido de autorização e análise do Dnit e da BHTrans.

COMMENTS