Grupo Martins inicia processo de sucessão

Alair Martins do Nascimento, fundador do Grupo, dividiu o controle acionário igualitariamente entre os três filhos, mas manteve o poder decisório em caráter vitalício

Passaredo disponibiliza aeronave para simulação de evacuação de emergência em acidente
TAM e LAN concluem criação da LATAM
PSA Peugeot Citroën capta 1 bilhão de euros com oferta de ações

O Grupo Martins, um dos maiores distribuidores no atacado do País, anunciou o início do processo de sucessão para controle da companhia. O conglomerado familiar, fundado e presidido por Alair Martins do Nascimento desde 1953, entrará no processo de transição no primeiro trimestre de 2013.

De acordo com Martins, a definição da sucessão é fundamental para consolidar a estratégia da companhia. Alair continua com o controle acionário do Grupo, assim como com o poder decisório, em caráter vitalício. A propriedade das suas ações, porém, foi transferida, igualitariamente, para seus três filhos (Renato, Juscelino e Alair Jr.), num acordo considerado inovador por especialistas, em se tratando de empresas familiares.

“Agora, tenho tranquilidade para dizer que, além de sermos a única empresa do setor com a administração totalmente profissionalizada, seremos o primeiro atacadista-distribuidor a chegar à marca dos 60 anos de fundação”, comemora Martins.

Esse acordo prevê, a partir do primeiro trimestre de 2013, a criação do Conselho de Família, que reunirá Alair Martins e seus três filhos, que passam a compartilhar com o pai as decisões estratégicas do Grupo. Nenhum dos integrantes do Conselho de Família será gestor de empresas do conglomerado. O Conselho de Família contará ainda com “advisors” (conselheiros externos) que atuarão para obter o consenso nas decisões.

O Grupo já atua com Conselhos de Administração tanto no atacado distribuidor quanto no banco. As decisões estratégicas de cada negócio continuarão sendo tomadas pelos respectivos Conselhos de Administração, que também contam com membros independentes.

“Todas essas medidas têm o objetivo de fortalecer o Grupo e perenizá-lo para os desafios das próximas décadas”, afirma Alair Martins.

O Grupo Martins tem em seu portfolio números expressivos que representam a dimensão da companhia. Com uma frota de mais de 1400 veículos e uma capacidade de armazenagem de aproximadamente 165 mil m2 a companhia faturou R$ 3,9 bilhões em 2012.

COMMENTS