Brasil precisará de 1.060 novas aeronaves nos próximos 20 anos

Projeção é da fabricante de aeronaves Airbus, que também divulgou o valor estimado do investimento para a adequação da frota, mais de U$ 160 bilhões

Singapore Airlines fecha negócio de R$ 5,2 bilhões com a Rolls-Royce
Emirates Airlines decide adiar recebimento de 12 A380
Airbus A380 completa dez anos em atividade

O Brasil vai precisar de 1.060 novas aeronaves entre 2012 e 2031 para atender o crescimento da demanda por linhas aéreas nacionais e internacionais, segundo projeção da fabricante Airbus.

O levantamento da fabricante também aponta que o valor que deverá ser investido na adequação será de aproximadamente U$ 160,7 bilhões, levando em consideração a indicação de que deverão ser adquiridos 700 modelos de corredor único, 310 de corredor duplo e 50 de grande porte.

De acordo com a Airbus, o tráfego aéreo internacional no país cresceu 34% desde 2009. Cerca 30% do tráfego de longo curso para a América Latina chega ou transita pelo País.

Já o mercado de tráfego aéreo doméstico brasileiro dobrou desde 2006 e ajudou a colocar o Brasil na quarta posição mundial, atrás de Estados Unidos, China e Japão.

A fabricante também vê espaço para ampliar encomendas do superjumbo A380, que tem capacidade para transportar mais de 500 passageiros. “O Brasil torna-se, a cada dia que passa um candidato mais forte para o A380”, afirma, em nota, o vice-presidente executivo da Airbus para a América Latina e Caribe, Rafael Alonso.

COMMENTS